1. A professorinha caipira (e safada)


    Encontro: 11/10/2017, Categorias: Virgem, Autor: rickmongagua, Fonte: ContoErotico

    Comecei a minha vida sexual muito cedo, aos 13ja esfregava nas minhas primas, meus tios me odiavam, e suas visitas eram supervisionadas, um adulto tinha que ficar com a gente, e isso só aumentava a excitação, pq ganhei muitas chupadas nos momentos de vacilo deste cuidador(a). Mas foi um ano depois que consegui entender tudo aquilo que sentia quando via seios ou bunda, vamos lá!Meu pai era metalúrgico e muito bem conceituado no seu serviço, e por isso nos mudamos de cidade por causa da empresa dele que sempre que abria uma filial enviava ele para a instalação da empresa até as coisas começarem a funcionar, então, era comum mudarmos de cidade e até de Estado, mas nesta época fomos para uma cidade do interior, em Jau(SP), e fui matriculado na escola do bairro e em poucos dias ja era o tal, o paulista que conhecia varios lugares, que tinha as coisas mais legais, que não ia de uniforme só de marra (mentira, a escola não tinha para fornecer e demorou 3 meses para providenciar), enfim, era maravilhoso, porque a menina mais bonita da escola ja estava aos beijos no final do 3o. dia, seus peitinhos pude chupar na sua casa, com o bobo do irmão dela olhando pra ver se ninguem aparecia. Ela ainda não chupava, mas isso não foi problema, nesta mesma tarde começou a conhecer as maldades do mundo e sempre que podiamos (ou não), lá estava ela com as tetinhas de fora chupando meu pau até que numa dessas fomos flagrados por uma professora, a Denise, e diferente dos flagras que eu ja tinha ... tomado antes, ela esperou a menina terminar, ficou quase que de guarda, e quando a menina saiu do banheiro se arrumando levou um susto, a professora pegou ela pelo braço e disse: depois falo com voce viu sua sem vergonha, lave o rosto e volte em silencio para a sua sala até eu decidir o que faço com voce! Para mim olhou com furia, assim que a menina se foi me disse: e voce seu safado, vou aplicar um castigo, mais tarde conversamos!Voltei para a minha sala com medo dela, havia um sorriso por tras da cara feia dela, normalmente eu levava uma bronca, quando não uns trancos, mas ela foi até suave. Olhei para o relogio na parede e a aula estava acabando, estava quase tranquilo quando ela entrou na sala e disse ao professor: Posso tirar um aluno alguns instantes? O professor liberou e ela me levou perto da diretoria e disse: voce vai aprender comigo a partir de agora, os outros porfessores estão com bronca de voce, então, vou te ajudar, voce não merece, mas acho que esse comportamento tem algo na sua criação, e como professora vou te ajudar! A partir de amanhã voce vai comigo para casa para ter aulas particulares, liguei para sua mãe e ela autorizou! Pqp pensei na hora, era melhor levar uma bronca do que ter que estudar com essa chata, mesmo porque não tinha nada de errado com minhas notas, meu problema era de comportamento. Enfim, na tarde seguinte fui para a casa dela, passei em casa, almocei e fui. Ela me recebeu de shorts e camiseta, nunca tinha olhado uma mulher mais velha (32 anos ...
«12»