1. Sexo com amiga na praça


    Encontro: 15/10/2018, Categorias: Exibicionismo, Autor: willsantiago1984, Fonte: ContoEroticoComBr

    Olá, meu nome é Will e tenho 31 anos. O que irei contar agora aconteceu em 2014… Em 2012 cursei design gráfico e lá conheci a Laila, cara, pensa numa mulher linda, todos da faculdade eram afim dela, sem exageros, até alunas eram afim dela, ela tem o corpo bem feminino, e os seios… que seios, sempre me imaginei chupando eles e colocando meu pai entre eles… mas como tudo nessa vida não é fácil, ela tinha namorado na época, e ela não cedia, e isso só me deixava ainda mais afim dela, sabecomé, o proibido é mais gostoso… Tive que viajar e nao pude concluir o curso, mas continuamos mantendo contato, e quando voltei saímos e tals, numa boa, como amigos, não rolou nada, e numa tarde dessas começamos a conversar sobre rosas, e descobrimos que rosas azuis não existem de forma natural, só artificial, e ela me fez a seguinte proposta: “Te darei um beijo pra cada rosa azul que você me der…” Cara, eu enlouqueci na hora, entrei na Internet e procurei alguma floricultura que tivesse essas rosas azuis, e não é que achei? Fui la e comprei 12, mandei a foto pelo whatsapp pra ela e marcamos no outro dia a noite numa praça perto do meu trabalho, marcamos as 22h. Ela chegou parecendo não acreditar que eu tinha mesmo conseguido as tais rosas azuis. Pois bem, como promessa é dívida, nem conversamos muito e ela começou a pagar sua promessa… Pensa numa boca deliciosa, lábios macios, língua nervosa… A essa altura o que eram pra ser 12 beijos ja estavam em 18, 19, perdemos a conta… E a mão boba ... começou a rolar… Meu pau latejava de tanto tesão, eram anos esperando por aquele momento, e eu iria aproveitar ao máximo… Ela estava de saia, coloquei minha mão no meio de suas pernas, e pra minha surpresa ela estava sem calcinha!!! Nessa hora ela sorriu e disse: “gostou do que sentiu?” e abriu meu zíper e botou meu pau pra fora, e isso na praça, com pessoas passando por ali, mas eu estava tão excitado que nem liguei, a vantagem era que estávamos num lugar meio que reservado, e comecei a acariciar seu pinguelinho enquanto ela batia pra mim, ela estava super molhada, estava doido pra chupar aquela bucetinha, pelo que senti, estava toda depiladinha, sem nenhum pêlo, perfeita pra ser chupada… Eu estava quase pra gozar, foi quando ela se ajoelhou, pediu pra eu segurar o buquê de rosas em cima da cabeça dela e começou a me chupar… Cara, que língua!!! Ela passava a pontinha dela bem na cabeça do meu pau enquanto acariciava minhas bolas, e tudo isso olhando pra mim, e eu olhando pros lados pra ver se não vinha ninguém, sorte nossa que parecia que as pessoas sentiam que não podiam passar por ali que não passava ninguém… Ela batia com meu pau no seu rosto e mentia na boca, tirava, começava a me punhetar e passava aquela língua deliciosa nas minhas bolas… Ela sentindo que eu não ia demorar pra gozar, pediu pra eu chupar sua bucetinha que estava completamente molhada, e nessa hora não liguei pra mais nada, quem quisesse ver que visse, a Guarda Municipal podia vir nos atuar, podiam filmar pra ...
«123»