1. Gata irresistível !


    Encontro: 11/10/2018, Categorias: Lésbicas, dupla penetração esposa marido anal vibrador, Incesto, Primo, Orgasmo, Infidelidade., primeira vez anal, Anal, grávidez, Noiva, Traição / Corno, Esposa, marido, amante, hotel, médico, médica, Vaginal, Assuntos: Traição / Corno, NAmor / Romanceada, Amor / Romance, NAmor / Romanceo, Infidelidade, Fetiches, Carro, Mulher alta., Viagem, Sedução, ônibus, Sexo com recém separada, Sodomia, Virgindade, Sodomia. Primeira vez., Anal, Masturbação, Oral, Impotência, Heterossexual, Gays / Homossexual, Autor: Suelyy Santos, Fonte: CasadosContos

    o cuzinho virgem... - Aí não! - Só um beijinho, deixa! Beijei, tornei a beijar, beijei de novo e aí ousei lamber. Iara parecia que tinha tomado um choque. O corpo se contorceu. A bunda se retesou. Deixei-a descansar, relaxar. Voltei a beijar e a lamber o rabinho. Dessa vez aceitou e se revelou mais gostosa do que eu esperava: - Paulistinha doida, me mata de prazer, me chupa, me fode... Enfiei dois dedos na xaninha... Voltou-se com o corpo, passeio a chupar o grelinho e a meter na boceta com os dedos. Juntei três dedos. Metia-os febrilmente. Entravam e saíam com velocidade. Chupava o clitóris, e fodia a boceta. Iara estava toda molhada e isso facilitava. Parecia que eu ia arrancar sua boceta com a mão. Iara era um tesão e eu sentia que íamos gozar juntas. Explodimos as duas em um gozo só. Ficamos abraçadinhas, trocando beijos e esfregando as bocetas. Quando recobramos as forças fomos tomar banho. A felicidade tinha a cara da gente. Embaixo do chuveiro voltamos a nos acariciar. Ela sussurrou: - Adorei você ter chupado o meu cuzinho. Você é muito safadinha, sabe dar tesão a uma mulher. Coloquei-a contra a parede e fiz uma chupetinha no seu cu que a deixou enlouquecida. Depois, com ajuda do sabonete, arrebentei as preguinhas. Enfiei primeiro o indicador. Ela pirou. Com dedo no cu e outro na boceta ficou passada. Quando enfiei dois dedos quase desmaiou: - Está doendo, mas não tira não! O Termômetro do prazer eram seus gemidos. Passei mais sabonete e enfiei três dedos: - Sua ... louca, tarada, fode a puta adoro você, gostosa! O melado escorreu. Gozou esfregando a boceta na minha cara. Iara disse que estava sem forças e foi aquecer uma sopa. Eu estava zonza de prazer, a esperei na cama. Queria continuar fodendo, mas o cansaço me venceu. Acordei no dia seguinte, uma bandeja ao meu lado repleta de frutas. Iara estava feliz e eu mais ainda. O dia apenas começavafinal de semana marcante, muito forte em minha vida. Sempre que me pedem para contar uma história envolvendo sexo, essa é a primeira que vem a mente. Mas existem outras felizmente se quiser saber me escreva. Sou branca, tenho 57 anos, livre solteira, moro sozinha, sou sou ativa passiva, discreta sem vícios. Posso viajar receber para um início de amizade ou algo mais. Você mulher lésbica, bi, casada, viúva, desquitada, solteira, enrolada, curiosa, tico-tico no fubá todo tipo de mulher somente mulher, vem me conhecer... Adoro coroa, madura e sinto um tesão enorme em poder iniciar uma gata no segredos do sexo entre iguais. Um grande beijo as leitoras e principalmente as leituras dessa nova paginá que tenho certeza será um sucesso. Você encontra este relato na antiga revista (ABUSADASueli Os tempos mudaram (hoje sou escritora real) Tenho aqui dentro do peito, tantos sonhos, tive tantos medos mas criei coragem. Sei que nada será fácil, meus leitores hoje a moda é outra. Os tempos mudaram. A mulher é independente bebe, fuma, escreve, trabalha fora, cuida dos filhos, escolhe sua orientação sexual. Hoje tudo é ...