1. Alfaiate guloso


    Encontro: 11/10/2018, Categorias: Gays / Homossexual, Autor: Matonense, Fonte: ContoEroticoComBr

    Eu tinha somente dezesseis anos e era um rapaz bastante atlético. Jogava como goleiro no time de futebol da escola, media mais de 1,80 metro (acho que a gente encolhe com a idade…) e era muito bonito (modéstia a parte). Trabalhava como office-boy em um escritório de contabilidade e todos os meses eu precisava ir até o ateliê de um certo alfaiate, a fim de recolher notas fiscais de compra, talões de notas de venda, enfim, os documentos necessários para a contabilidade. Essa era a ocasião em que eu também cobrava a mensalidade do escritório. Mário, o alfaiate, sempre ficava me olhando com cara de safado… preenchia o cheque mas não assinava… daí ele dizia: “Coloca a pistola pra fora senão eu não assino, não pago e seu patrão fica bravo com você”… Eu era inocente, virgem, curioso… acabava colocando o pau pra fora. Mas eu não sentia tesão em homem… ele era bonito, tinha uma barba rala, levemente calvo… mas homem nunca tinha sido a minha praia. Pois é… até que num belo dia eu tinha sido atendido no supermercado por uma menina tão gostosa que saí de lá de pau duro. Cheguei no Mário e ele começou com toda aquela ladainha de novo. Só que, desta vez, meu pau ficou duro. “Nossa, que grosso!!! Vou ter que chupar” Ele disse isso e imediatamente encostou a porta de madeira do ateliê, que dava para uma rua tranquila. Ajoelhou e começou a chupar. Eu nunca tinha sido chupado na vida. Eu ouvia uns barulhos de “engolir” mas não sabia direito o que ele tava fazendo. A sensação era boa demais. Aguentei um ou dois minutos e já gozei na cara dele, na garganta, na barba rala, na camisa… enfim… saiu tanta porra que até sinto saudade daquela época em que gozava litros. Não sinto atração por homens até hoje, mas quando passo naquela rua, ainda lembro daquela chupada. Nunca mais fui tocado por outro homem…
«1»