1. O casal levou a madrinha para a lua de mel


    Encontro: 11/10/2018, Categorias: Grupal, Autor: kaplan, Fonte: ContoEroticoComBr

    (escrito por Kaplan) Título estranho, leitoras e leitores? Também acho, mas é verdadeiro! Tudo começou quando ficamos conhecendo os noivos Luiz e Cristina, que eram sócios do clube que frequentávamos. Extremamente simpáticos, e bonitos, logo se enturmaram com a gente e quando souberam que eu era fotógrafo, fizeram questão de que eu fotografasse o casamento deles. Ainda faltavam oito meses para o evento, mas já queriam agendar, para não terem problemas com isso. Daí, foram ao nosso Studio, viram as fotos, gostaram dos álbuns de casamento que fazíamos, sugeriram algumas coisas, anotei. Tudo certo. Frequentar nosso apartamento foi o passo seguinte. E viram as fotos que ficavam só em casa, entenda-se as fotos de nus que tanto Meg quanto eu já havíamos tirado. Cristina ficou fascinada com as fotos de um rapaz que Meg tirara num motel. Luiz também se encantou com as fotos de uma amiga que eu tinha tirado… também em um motel. Numa ida à cozinha, Cristina acompanhou Meg e, curiosa, perguntou: – Escuta, você foi fotografar aquele gato num motel? O Kaplan estava junto, imagino… – Não, só eu e o rapaz. Da mesma forma, aquela moça que vocês viram num motel, o Kaplan foi sozinho com ela, eu não fui. – Meg, não me leve a mal. Você conseguiu se conter vendo aquele pau maravilhoso? – Claro que não! Depois das fotos rolou a maior trepada! – Você é louca! E se o Kaplan descobrir? – Descobrir? Como assim, descobrir? Ele ficou sabendo no mesmo dia, eu contei tudo pra ele! Cristina arregalou os ... olhos. – E… Meg… por acaso ele e a moça… também? – Sim, eles também treparam depois das fotos. Ainda sem acreditar no que ouvira, voltaram as duas para a sala. Cristina estava pensativa. No dia seguinte, telefonou para Meg e falou que havia contado pro Luiz e ele também ficara boquiaberto. Depois disso, Meg se dedicou a “doutrinar” Cristina e Luiz. Mas eles ficaram reticentes até a data do casamento. Enfim, casamento marcado, fiz as fotos tradicionais e algumas diferentes, alguns dias antes do casório, ao ar livre, que ficaram muito bonitas. A surpresa para Meg foi que eles a convidaram para madrinha junto com um irmão do Luiz. Me explicaram que, como eu ia fotografar não poderia ser o par dela, eu disse que não tinha problema algum. Depois da cerimônia e da recepção, o casal foi para um hotel e nos chamaram para ir com eles. Brinquei com Meg enquanto nos dirigíamos ao hotel: – Só falta eles pedirem para fotografar a lua de mel… – Você só pode estar brincando… garanto que se for isso, eu deixo você sozinho no quarto com eles, não vou aguentar ficar vendo eles treparem… Porém, a surpresa maior veio quando chegamos. Para despistar bem os curiosos, subimos os quatro para a suíte que eles tinham reservado. E, na porta, a Cristina abriu o jogo. – Olha, gente, não temos palavras para agradecer. Mas… Kaplan, não vai ter foto aqui não. A gente chamou você e a Meg, para que ninguém achasse estranho. O que eu quero dizer que nossa madrinha vai ficar conosco aqui. Ante nosso olhar de ...
«12»