1. Meu pai bateu punheta vendo eu sentar no pau de borracha


    Encontro: 10/10/2018, Categorias: Incesto, Autor: brunaribeiro15a, Fonte: ContoErotico

    Essa história que vou contar é real e aconteceu comigo, ela é um pouco longa então vou começar já me apresentando.Meu nome é Bruna, sou baixinha, tenho olhos verdes, cabelos pretos, bumbum grande, peitos pequenos e tenho só 15 anos. Sim sou bem novinha mas por conta de ter tido puberdade precoce eu desde cedo me masturbei muito e vi muitos pornos e contos, e por conta disso perdi a virgindade bem cedo e fiz sexo outras vezes.A história começou no meio do ano passado, eu juntei bastante dinheiro da mesada que meu pai me dava para comprar alguns brinquedos eróticos, eu dei o dinheiro pra minha amiga de 19 anos e ela encomendou pra mim duas coisas: um pau de borracha enorme de 27,5 cm e 20 de circunferência e um plug anal com joia de 9,5 cm (to consultando tudo no site q comprei enquanto escrevo kkk). Não foi difícil receber pois moro sozinha com meu pai e ele de segunda a sexta trabalha até tarde, então quando chegou eu fui logo usar pra ver como era, tirei aquela piroca de borracha enorme da caixa e já fui pro meu quarto experimentar, dei uma mamada gostosa pra deixar molhadinho e botei ela no chão apontando pra cima, puxei minha calcinha pro lado e minha buceta já tava toda molhada de ansiedade e fui descendo devagarinho encima daquela pica, mas no meio eu percebi que eu nunca tinha experimentado um pau tão grande então eu teria que treinar antes de aguentar tudo, então fiquei subendo e descendo naquela rola até a metade, minha bucetinha a cada decida ficava mais e mais ... molhada até que eu gozei gostoso e cai pro lado com aquele pau dentro de mim. Logo depois de me recuperar eu peguei o consolo e o plug anal e fui pro banho, lá dentro eu botei pela primeira vez o plug e foi uma delícia sentir aquilo dentro do meu cu virgem, o tesão foi tanto que peguei o pau de borracha e me masturbei outra vez ali de pé com o plug no cuzinho e gozei uma segunda vez, nesse dia depois da segunda gozada eu fiquei fraquinha e fui direto pro quarto dormir.Depois de algumas semanas eu já tava profissional em usar os dois brinquedos: o plug eu usava dia sim dia não pra ir pra escola e algumas vezes tive que ir ao banheiro me masturbar de tanto tesão. Já o consolo eu usava todos os dias ou de tarde depois da escola ou a noite antes de dormir, e meu pai nunca nem chegou a imaginar que eu usava aquilo, até aquele dia.Depois de uns dois meses de uso eu já aguentava aquela pica inteira até o saco, mas meu tesão era tão grande que eu ficava exausta depois de gozar várias vezes, e nisso numa sexta feira a noite eu gozei e só joguei o consolo pro lado achando que não tinha perigo pra dormir e acabei caindo no sono, só me enrolei no cobertor com o plug no cu e nem liguei pra nada.De manhã fui acordada com um grito raivoso e quando abri os olhos pra ver lá estava ele, meu pai, de pé e segurando o consolo com uma mão e com expressão de raiva gritando pra mim:- Bruna, que porra é essa? Posso saber o que é isso aqui?!Nesse momento eu tive um misto de susto e vergonha, eu não sabia ...
«123»