1. Sendo Puta na Vila Mimosa por uma Noite


    Encontro: 08/10/2018, Categorias: Com Fotos, Fantasias, Autor: michellystriper, Fonte: ContoEroticoComBr

    Fui convidada por um dos donos da conhecida boate da Vila Mimosa, a Mosaico, para conhecer o seu empreendimento, convite este que foi feito quando nos conhecemos em outra conhecida boate da night carioca, a Red Light. Eliseu, seu nome, me disse que gostou muito da minha desenvoltura na boate que fica entre a Praça da Bandeira e a Tijuca, a já citada Red Light, e que teria uma proposta pra me fazer: que gostaria de me ver insinuando-me para os homens que frequentassem a Mosaico, dançando e, quem sabe, me “engraçar” com algum ou alguns deles. Demorôôô rs rs! Eu, que já não gosto, imagina como fiquei excitada, ainda mais quando ele disse que me daria uma oncinha pra cada sujeito que eu beijasse e que ficasse extremamente excitado. Adoroooooooooooo! Já tenho a manha da exibição usada no meu site www.michellystriper.net, onde atuo como striper virtual. Marcado o dia, fui eu com minha roupinha sexy, um topzinho e uma microssaia, tipo bem putinha. Entrei no local, que estava lotado, no momento em que uma morena linda, com um corpo escultural, fazia um show no palco com poledance. Os ânimos já estavam acirrados, sensualmente falando rs rs. Decidi, então, começar meu showzinho de sensualidade, olhando os “bofes” ao redor, em paqueras visuais, com olhares bem tentadores. Não foi difícil conseguir o primeiro que me segurou pela cintura no momento em que eu dançava na sua frente, puxando-me de encontro ao seu corpo, momento em que logo senti um volume em sua calça. Pensei: “já está no ... ponto rs”. Rebolei com minha bunda em sua pica até sentir que ele não aguentaria mais e gozaria ali mesmo, sob a calça. Decidi, então, parar, e me virei de frente pra ele, com olhar direto. Ele então foi direcionando sua boca de encontro à minha, e me tascou um dos beijos mais “calientes” que já tinha dado.Que delícia ” . Toquei, disfarçadamente, minha mão na sua pica sobre a calça, que parecia estar sendo rasgada. Ele ficou doidooooo! Quando senti , novamente, que ele iria gozar, retirei-me de perto dele, que ficou maluco por ficar naquela situação sem ter gozado. Acho que, imediatamente, ele procurou “alguém” que pudesse “resolver” o seu problema. Um cara que estava ao lado, já de pica dura vendo aquilo tudo, ficou meio sem jeito quando me dirigi a ele, perguntando se ele tinha gostado do que tinha visto. Ele, meio tímido, disse que sim. Eu disse então que ele também merecia o mesmo tratamento, sendo que ele estava de bermuda, e não com calça jeans como o outro. Fiz o mesmo que havia feito anteriormente, rebolando, esfregando-me na sua pica, que por ser uma bermuda, e parecer ter a pica maior, senti com maior volume do que o anterior.Ele se soltou e me segurou pelos seios, por trás, puxando minha cabeça para o lado, lascando um beijo de novela, com línguas à mostra, que passavam por dentes e por lábios. Como boa putinha que sou, percebi, de novo, que ele estava prestes a gozar. Então, novamente, parei e me afastei, e ele logo olhou para uma “colega” que estava ao seu lado, ...
«12»