1. Minha esposa arregaçada em nossa lua-de-mel parte 2


    Encontro: 19/09/2018, Categorias: lua de mel, arregaçada, Casada, Esposa, Traição / Corno, Traição / Corno, Heterossexual, Autor: Andre Casado, Fonte: CasadosContos

    Voltei para continuar minha narração e, agradecendo alguns comentários sobre o primeiro conto, aproveito para atender as sugestões e nos apresentar, já que no calor dos acontecimentos acabei esquecendo. Moramos em São Paulo e formamos uma casal de classe média, minha mulher é filha de industrial e eu sou Professor Universitário. Inclusive foi na faculdade que nos conhecemos. Ela tem 33 anos e eu 40. Muito bonita e liberal, ela era a sensação da turma de arquitetura, sua segunda faculdade (que fazia por hobby), pois, não tinha aptidão para trabalhar, mas, precisava preencher o tempo e dar uma satisfação aos pais. Enquanto isto aproveitava para trepar com todos os colegas que lhe interessavam e, também com alguns professores. Um deles me revelou suas taras e, me aproveitei para comê-la também. Só não imaginava que iria me apaixonar. Após 2 anos de namoro, eu estava muito a fim de me casar com ela. Tivemos uma conversa franca e, ela impôs algumas condições (como manter a liberdade) e eu coloquei outras (como ser informado de quando levaria chifre) e deixei a organização da festa e detalhes de casamento por conta dela. Até porque seus pais quiseram pagar todos os gastos (Só não sabiam que estavam bancando todos os machos e a farra de sua filha em plena lua-de-mel). Bem, agora voltando aos acontecimentos daquele dia: Acordei ainda de madrugada com minha gatinha batendo na porta. Eu havia esquecido a porta fechada com a chave dentro e ela queria entrar. Desculpei-me pela ... distração e perguntei como havia sido a noite. Ela disse que foi muito boa, que os rapazes foram gentis e carinhosos e, que haviam lhe arregaçado com "bastante respeito". Fiz que tinha entendido, mas, que ela precisaria me detalhar melhor o que era ser "arreganhada com respeito". Ela também perguntou o que eu havia feito (além de bater punheta, como ela mesmo declarou) e lhe confessei que estava escrevendo sobre nossa lua de mel para um site. Ela ficou curiosa e eu disse que lhe mostraria se ela se comprometesse me narrar os pormenores dos momentos que passava longe de mim. E mais uma vez voltamos para a cama apenas para dormir. Dia seguinte era uma sexta-feira e minha esposa disse que os rapazes pensaram em fazer um passeio de barco até uma ilha próxima. Perguntou se teria algum inconveniente, pois a lotação máxima era para 8 pessoas, então com o barqueiro já completava a lotação. "_Gatinha não vejo problemas não. Só acho que eles vão querer te encher de porra já no barco e o piloto da lancha, o que vai pensar? Só então ela me revelou o último ocupante dos chalés: "_então amor, a ideia foi dele mesmo. Ele é um grande amigo do meu pai. Tem uma lancha e vai ocupar o último chalé vazio daqui. Como ele estava trabalhando só vai chegar hoje depois do almoço e virá de lancha, pois, mora na cidade ao lado." "_Putinha do caralho. E você não me falou nada? Agora vai para o mar para dar pra 7 ao mesmo tempo? Será que vai aguentar?" "_Amorzinho. Lua de mel é para isto mesmo. Para a gente ser ...
«12»