1. Férias Sexuais - Primeiro dia de 7


    Encontro: 19/09/2018, Categorias: garotos, Esposa, Traição / Corno, Humilhação, Traição / Corno, silicone, Exibicionismo, Heterossexual, Autor: Professor, Fonte: CasadosContos

    Sei exatamente quando começou. O silicone. Minha mulher tinha peitos pequenos, magra, e muito bonita, mas queria peitos maiores e por algum tempo essa foi a conversa predominante, até que conseguimos economizar uma grana e ela fez a cirurgia. Ficou excelente claro, combinava com a cintura fina e os decotes ficaram mais generosos. Ela parecia bem afim de exibir as tetas, e conforme o decote aumentava as saias encurtavam. Começou com coisas pequenas. Uma vez estávamos esperando para atravessar a rua, ela de mãos vazias e eu cheio de sacolas, não dava para ver que era um casal e ela estava com um vestido discreto. Passou uma kombi com vários caras dentro, tipo equipe de propaganda em evento pelo uniforme. O motorista desacelerou e perguntou se ela queria conta e se ia dar conta da rapazeada. Ela olhou para mim, olhou para eles, mostrou o dedo do meio e seguimos. Mas parecia que ela tinha a obrigação de ficar zangada. - Que gente sem noção, depois que botei o silicone é toda hora isso. - Ué, não queria botar para ficar mais sexy, as pessoas percebem. - É, mas eu não te vejo secando as mulheres na rua e falando essas coisas. - Eu olho, só tento ser discreto. Só que homem quando se junta fica escroto, e acha que mulher gosta de ouvir, mas na verdade estão falando para os próprios homens. - Eu gosto de educação, mas confesso que gosto de ouvir. Toda a mulher gosta de homem babando. - Desde quando isso? Tu sempre chamou a atenção, mesmo sem peitões. Agora que eles vieram, arrecadou ... os que não notavam. - E as mulheres também. Recebo cada cantada... - Sério? Não percebo. - Até tua prima Vanessa, chegou apertando primeiro e pedindo licença depois. - Mas que safada. E tu fez o que? - Disse para ela pedir licença pra ti. - Caramba, ela veio falar comigo, gaguejou e saiu. Vou prestar mais a atenção. - Ih, melhor não, vai acabar brigando com os caras na rua. - Eu não, se ninguém passar do limite, pode olhar, é minha mesmo, sabe que nunca fui ciumento nesse nível. Depois dessa conversa, notei cada vez mais caras olhando pra ela na rua e passei a perceber as mulheres também, até amigas da minha irmã mais nova davam em cima dela. Mas ela se saia com elegância. Um dia cheguei do trabalho e ela veio me contar: - Eu tava andando pela rua,e um velho chegou perto do meu ouvido e falou gemendo, que sonhava em fuder uma bucetinha que nem a minha. - E o que tu fez? - Entrei no shopping, fui direto no banheiro e bati uma siririca pensando no que o velho faria comigo caso eu deixasse. - Sério Paula? Achei que as mulheres tinham nojo desse comportamento. - Eu tenho, mas tô me sentindo o máximo com o silicone novo, tô tão bem comigo que as pessoas notam, eu acho. E o tesão tá nas alturas. - Felizmente percebi essa parte, mas achei que era só comigo. - Sexo é né bobão, mas tu fantasia só comigo? claro que não. Se não, não se chamava fantasia e sim realidade. - Tu não respondeu pro velho mesmo? - Não, mas agora quando vejo um velho penso se ele tem tesão por mim e o que faria ...
«1234...7»