1. Sou quase uma Cinderela crossdresser - parte 3


    Encontro: 12/09/2018, Categorias: Gays / Homossexual, Travestis, feminização, Cdzinha, crossdresser, transsexual, Lésbicas, Gays / Homossexual, Autor: Lipe, Fonte: CasadosContos

    dois, eu de shortinho empinando a bundinha, ele fotografando ajeitando o pau na calça toda hora. Não que eu estivesse gostando dele, mas eu gostava desse poder feminino de encantar os caras. - Felipe, você poderia usar outras roupas daquela sacola depois do almoço, algo mais confortável. Aposto que o tarado olhou a sacola antes de eu chegar, meu chefe logo chegaria então eu disse: - Você está louco? Se o Ricardo chega e vê a gente, ele vai pensar que eu sou gay. - Felipe olha pra você agora, você já tá uma gracinha assim, alias vou até parar de te chamar de Felipe e só vou te chamar de Lipe. - Faz assim, manda uma mensagem pro Ricardo, se ele falar que não vem hoje eu até deixo você escolher. - Opa é pra já! Caio ficou 2 minutinhos digitando no celular, ai ele argue o telefone e solta uma mensagem de áudio: - Caio hoje estou fora da cidade segura as pontas ai pra mim, valeu. Reclamei um pouco mas aceite, afinal promessa é dívida, Caio espalhou as peças pela minha mesa e começou a olhar uma a uma, ele escolheu uma meia calça branca que ia até o joelho, a saia plissada e uma blusinha branca de botão, pra combinar eu peguei a botinha meia pata e salto agulha que eu adorei, quando me virei pra ir ao banheiro me trocar o Caio disse: - Menina não usa saia de cueca, quero você de calcinha e sutiã. Me entregou um dos conjuntinhos de lingerie, pelo menos foi o mais comportado, a calcinha era banca de algodão, bem pequena mas sem fio. O sutiã era branco com um pequeno bojo que dava um ... volume de peitinho de adolescente. Eu estava em êxtase, nós dois já sabíamos que isso não era mais trabalho, era um joguinho, ele me provocava e eu provocava de volta, vesti tudo e caprichei, subi a saia bastante pra ficar bem curta, quando olhei no espelho percebi que precisava fazer um corte mais andrógeno, meu cabelo tinha comprimento pra fazer algo mais feminino, e uma maquiagem também não faria mal (já estou pensando como mulher o que estava acontecendo comigo?). Quando eu sai Caio ficou sem reação, ele apenas ficou me olhando por alguns segundo parados. - E ai seu tarado, estou parecendo uma personagem dos teus animes? Caio era um Otaku, viciado em hentai, quando ele escolheu a roupa já sabia porque era. - Lipe posso te fotografar assim? - Pode mas do pescoço pra baixo (vai que isso cai na internet e alguém me reconhecesse) Caio começou a pedir várias posses e a cada vira que eu dava parecia que seu pau ia explodir da calça, eu me divertia com isso, resolvi provocar mais um pouquinho: - Caio eu não sei se eu to fazendo certo me mostra como elas fazem. Sentamos um do lado do outro na mesa do computador e ele abri uns vídeos no celular, primeiro uns desenhos japoneses bem safados, ai ele ousou e abriu um vídeo com uma japonesa vestindo uma roupa bem parecida com a minha. Caio não parava de apertar seu pau, desci minha mão até a minha perna encostada com a perna dele, um tempinho depois eu sinto a mão dele sobre a minha, olho nos olhos dele e enquanto a japinha engasgava ...