1. Sou quase uma Cinderela crossdresser - parte 3


    Encontro: 12/09/2018, Categorias: Gays / Homossexual, Travestis, feminização, Cdzinha, crossdresser, transsexual, Lésbicas, Gays / Homossexual, Autor: Lipe, Fonte: CasadosContos

    (muito obrigado pelos comentários, fico cada vez mais animada para escrever, neste capítulo eu me diverti bastante, espero que vcs tbm se divirtam, um beijo :) Mais forte, tem que ser mais forte! - Não dá ele não tá entrando! - Vai com jeitinho que entra. Caio discutia comigo enquanto eu tentava entrar naquele mini short jeans que Ricardo me comprará. - Poxa Felipe, assim também não dá, seu bumbum é muito grande, acho que você vai ter que usar um vestidinho mesmo… Hoje cedo quando eu cheguei no escritório, havia na minha mesa uma sacola grande de papel, daquelas de loja de roupa feminina, com um bilhete na alça escrito: Lipe Lipe sempre foi meu apelido, mas aqui ninguém nunca me chamou assim, talvez o Ricardo achou que Lipe é um nome mais feminino para a vendedora da loja escrever. - Olha, Felipe ganhou presente! - Para de brincadeira Caio, é só as roupas para as fotos. - Anda Felipe olha o que tem aí e escolhe alguma coisa que combine com os sapatos de hoje. Na sacola haviam 2 shortinhos, 3 blusinhas, uma saia plissada, um vestido soltinho, uma calça legging, 3 meias calças diferentes e por último uma coisa que me deixou em choque, 2 conjuntos de lingerie completo, porque meu chefe achava que eu precisava daquilo? Será que ele acha que eu sou gay? - Bora Felipe escolhe logo essa roupa! Escolhi o shortinho mais comprido, a roupa menos feminina ali, tirei a bermuda na sala mesmo, estava de cueca box, tentei subir o shortinho, só que ele não estava servindo... - Acho que você ... vai ter que usar um vestidinho mesmo. - Não, vou colocar o outro shortinho, ele parece ser mais largo. O outro shortinho serviu, me senti pelado, ele é muito curto, n podia acreditar que ele ficaria tão bem em mim, minhas pernas estavam lindas depiladas. As fotos começaram , e Caio não economizou elogios: - Felipe você está muito bem como modelo, deveria investir nesta carreira, está muito linda. Que vergonha eu senti, eu estava sendo elogiado por outro homem pela minha beleza feminina, sempre me disseram que tenho um porte pouco másculo, mas nunca fui comparado assim com uma mulher. Quando terminamos de fotografar as rasteirinhas, chegou a hora que eu mais gostava, saltos. O primeiro foi uma botinha meia pata com salto agulha muito alto, foi o sapato mais alto que eu já usei, quando eu comecei a caminhar com elas percebi que usar shortinho apertado e cueca box é meio desconfortável, principalmente em cima de um salto onde todo passo que você dá seu quadril rebola sozinho. - Vai agora uma de costas, dá uma empinadinha. Caio estava muito animado hoje, geralmente ele é apático ao trabalho. - Felipe, pera aí que eu vou te ajudar. Caio veio atrás de mim segurou em minha cintura e puxou para cima. - Viu, assim você empina melhor o seu bumbum. Na puxada que ele me deu, minha bunda roçou em sua virilha e pude sentir seu pau muito duro, foi tão nítido que acho que ele fez de propósito. Não fiz por menos, passei o resto da manhã o provocando, perdi totalmente a vergonha, era só nós ...
«123»