1. CHUPEI O PIRU DO MEU VIZINHO E DEI O MEU CU PRA ELE


    Encontro: 12/07/2018, Categorias: Gays / Homossexual, Autor: laurocasadopassivo, Fonte: ContoErotico

    Olá. Meu nome é Lauro, moro no Rio de Janeiro, sou branco, casado, tenho 50 anos, 1,90m, 95kg, corpo normal, cabelos e olhos castanhos, um pouco calvo, um pouco grisalho, com pelos nas pernas, na bunda e no tórax. Apesar de ser casado com mulher eu gosto muito de ser passivo para homens exclusivamente ativos. Eu sou bem discreto e não dou na pinta. Sou do tipo que, quando ando na rua, ninguém desconfia que eu sou viado. Minha aparência é de um homem sério e até mesmo conservador, mas entre 4 paredes com um macho eu gosto muito de chupar piru, dar meu burrão bem gostoso e ser usado como objeto de prazer.Esta história que vou contar agora aconteceu recentemente, em novembro do ano passado (2017) e quem me comeu foi o meu vizinho, que mora a três casas da minha. O nome dele é Robson e ele é um jovem homem negro, magro, de seus 30-35 anos, 1,75m de altura, um pouco desdentado (falta um dente na parte da frente, em cima), desocupado, que passa a maior parte do tempo nos bares aqui do bairro onde moro. Até o dia em que ele me comeu eu falava bem pouco com ele e até mesmo evitava qualquer tipo de contato, já que ele gostava muito de ficar pedindo dinheiro para as pessoas.Quando vim morar aqui no meu bairro, há 2 anos atrás, ele me abordou já na minha primeira semana no local e me pediu R$ 2,00 para inteirar uma suposta passagem que ele precisava pagar. Na época eu caí na besteira de dar e, depois desse dia, ele volta e meia me parava pedindo dinheiro. Como eu nunca gostei de dar ... dinheiro a desocupados, depois desse dia procurei evitá-lo o máximo possível.Pois bem, nesse mês de novembro eu peguei duas semanas de férias no meu trabalho e aproveitei esse período pra botar o meu desejo de dar a bunda em dia. Como minha família ficava o dia e a tarde toda fora, seja trabalhando ou estudando, eu usei meu tempo livre pra procurar machos ativões na internet dispostos a me passar a pica.No entanto, na minha primeira semana de férias eu tive muita dificuldade de encontrar alguém com local ou carro, o que me deixou bastante frustrado e com muito tesão acumulado. Já na segunda semana eu estava em “ponto de bala”, tanto que estava informando nas salas de bate papo que eu tinha local para encontro, disponibilizando assim a minha casa para receber homens que quisessem me comer.Ainda assim, naquele período, estava uma escassez tão grande de machos ativos que eu cheguei até mesmo a pensar que não ia conseguir satisfazer o meu desejo por piroca. E foi nessa condição que na manhã de terça feira eu comecei a teclar na sala com um macho que dizia morar no mesmo bairro que eu e a conversa dele me agradou bastante. O único problema que eu tinha visto nessa pessoa era exatamente o fato dela morar não só no mesmo bairro que eu, Campo Grande, na ZO do RJ, mas também no mesmo sub bairro. Sim, isso era um problema para mim já que sou tímido e não conseguia me imaginar passando de vez em quando na rua pelo cara que me comeu.Mas nesse dia eu estava cheio de tesão e bastante disposto ...
«1234»