1. A minha estória com Lúcia... 22° Capítulo - Gabriela, a linda secretaria do Dr Vasco


    Encontro: 14/06/2018, Categorias: Ninfeta, Casada, Heterossexual, Autor: Lúcia & Jota, Fonte: CasadosContos

    GABRIELA, A LINDA SECRETARIA DO DR VASCO A minha estória com Lúcia 22° Capítulo Depois daquele negócio na sala do Dr Vasco entre sua esposa, Lúcia e o nosso vendedor... O Vítor, eu tinha a certeza que a jovem secretaria Gabriela tinha ouvido tudo e com certeza sabia o que tinha acontecido naquela sala naquele dia. Como o patrão continuava ausente por motivos de saúde, era sua esposa Ana Teresa e eu que estávamos no comando de tudo. Uns dias depois estava eu com Ana Teresa e falei para ela sobre Gabriela, que quase tinha a certeza que a moça sabia tudo o que tinha acontecido naquela sala no dia do negócio. Quando Vítor saiu da sala ela ainda estava na recepção, pois eu ouvira vozes no exterior tipo se despedindo. Pouco tempo depois, um dia pela manhã estava eu esperando Ana Teresa na sala dela ( e minha ) quando Gabriela bateu na porta e perguntou se podia entrar. Estava linda, só de pensar o que poderia estar por baixo daquela roupa meu pau logo deu sinal de vida. Mas a mesa escondia esse facto. Mandei ela entrar e perguntei se havia algum problema, ela falou que não... Estava tudo bem, apenas queria saber do estado de saúde do Dr Vasco. Já passara mais de três semanas que ele estava ausente e ela queria saber como o patrão estava. Depois de eu a tranquilizar, falando que estava tudo mais ou menos bem com o patrão a informei que talvez ele não voltasse mais a trabalhar. Sua saúde era débil e ele estava pensando em passar o seu lugar a Dona Ana Teresa, sua esposa. Quando Ana ... Teresa soube o que estava acontecendo, e que a moça poderia ter conhecimento do sucedido naquela tarde me perguntou qual era minha intenção sobre o assunto. Eu que já tinha intenção de pelo menos ver se teria alguma chance de comer aquela gostuzura falei que precisávamos ter calma. Eu iria com algum jeitinho tentar dar a volta á cabeça da menina. Aí Ana Teresa entendeu logo qual era meu pensamento, e tinha razão. Era mesmo comer ela todinha. Gabriela apesar de eu achar que sabia de tudo, nunca o deu a entender. Talvez por medo de represálias da nossa parte, e mesmo que soubesse jamais poderia divulgar uma situação dessas fosse para quem fosse. Se se viesse a descubrir o que aconteceu só poderia ter sido ela a comentar com alguém, e isso poderia lhe custar o emprego e até um processo por difamação contra ela da nossa parte. Desde sempre me acostumei a ver Gabriela naquele lugar sempre que me deslocava à sala do Dr Vasco. Ela era realmente muito bonita, não sabia qual sua situação familiar... Se era casa, solteira, se namorva com alguém e até podia ser que não tivesse ninguém fixo. Isso era uma coisa que nunca me chamou a atenção, ela estava sempre muito próxima do patrão. Talvez por isso eu nunca tenha tentado nada, para evitar confusões. Apesar disso, sempre que passava junto dela eu elogiava sua beleza, para Gabriela isso só deveriam ser elogios de um coroa simpático. E sempre permitia esse tipo brincadeiras, mas quando por algum motivo eu ia mais longe nos elogios, minhas ...
«1234»