1. A Visita parte 2


    Encontro: 31/08/2017, Categorias: Traição / Corno, Autor: ingredcajaty, Fonte: ContoErotico

    No outro dia, acordo ainda com dor de cabeça, Bruna minha cunhada estava só de calcinha fio dental, com as peitcholas lindas de fora, quando me viu deu bom dia e beijou meu rosto, sentou na mesa junto a Brena minha namorada que por sua vez estava com aquela camisolinha transparente e escura, sem sutiã e sem calcinha sentada no colo de Jamil na mesa, os três estavam tomando café.Eu fiquei olhando a cena e fiquei envergonhado, mas Brena me disse.Brena: relaxa querido, mulher gostosa a gente nunca come sozinho (e as duas riem).Percebo nesse momento que as coisas iriam piorar, pois minha cunhada já era vagabunda e agora minha namorada tinha se soltado, do nada Brena beija a boca de Jamil e ele sobe a mão nos peitinhos dela, a irmã dela fala.Bruna: Eita, não basta terem trepado a noite toda querem fuder de novo, (Fazendo ambos rirem). Eu sento a mesa, tomo café, naquele clima de lua de mel entre minha namorada e seu primo, depois que todos terminamos, eu volto para a cama devido a dor de cabeça, Jamil fala que vai tomar banho e Brena diz que vai com ele, eu fico na minha, ele se levanta e vai pro banho, minha namorada vai atrás, eu seguro na mão dela, mas ela se solta de mim rapidamente e entra no banho com o primo, eu vou tomar banho em outro banheiro e quando saio eles ainda estão juntos no banho, mas vejo minha cunhada espiando eles pela janelinha, então eu pergunto.Eu: O que você está vendo ai?Bruna: você ainda pergunta? Estou vendo meu macho comer tua namorada e ri da minha ...
    cara.Eu: deixa eu ver.Quando eu olho, vejo Brena de cócoras chupando a rola grossa e veiúda de Jamil, aos beijos e linguadas, ela babava aquele caralho grande inteiro, chupava apaixonada aquela rola e suas bolonas, ele pegava no cabelo dela e movia sua cabeça, literalmente fudendo o rosto da minha namorada branquinha da bundinha arrebitada, ele tira o pau de sua boca e manda ela pôr a língua para fora, obediente ela o faz, ele passa a bater com seu caralho na linguinha dela, fazendo aquele som característico, dava para ver uma expressão de contentamento no rostinho dela em quanto recebia as pancadinhas na língua, quando do nada, ele lhe dá um bofetão na cara, fazendo ela cair e tirando sangue dos seus beiços, ela meio assustada olha pra ele, que ri de forma sádica e manda ela virar o rabo que ia levar rola, mas que prontamente ela se vira e deixa sua bunda toda empinada pra ele, ele se baixava e dava pra ver o pau dele encaixando entre as perninha dela, percebo que ela mesma joga a bunda para trás, então minha cunhadinha comenta.Bruna: é cunhado, vai perder a namorada mesmo, também com um caralho desses não dá nem pra competir e assim mesmo, tua namorada gosta de ser tratada feito uma puta de rua, das mais rameiras, coisa que você nunca fez, faz dias que ele come ela direto, no banho, na cama dela, as vezes eu chego em casa e escuto gemidos, quando abro a porta da sala os vejo engatados (risos).Logo depois dela falar isso ouço ele urrando e Brena gemendo e pouco depois eles ...
«123»