1. RAPIDINHA DOMINICAL...


    Encontro: 19/09/2017, Categorias: Grupal, vagabunda, broxa, Tia: Urina: Marquinha, Macho-Alfa: Humilhada: Sexo Selvagem, Sem Sutiã: Mãe: Calcinha: Biquíni: Piscina: Loira: Peituda: Bunduda: Gostosa: Viúva: Massagem: Tia: Sem Calcinha: Hospital: Tia: Banheiro, Virgem: Ninfeta: Amigos: Mistério: Flagra: Anal:, Heterossexual: Entregador: Negão: Favelado: Fetiche, Heterossexual: Flagra, Traição / Corno, hotel, médico, médica, Infidelidade, Traição / Corno, Anal, Oral, Vaginal, Seios, Esposa, marido, amante, Heterossexual, Autor: sexlife, Fonte: CasadosContos

    fazem isso, né ... Sorrindo com a sensação de superioridade Raliely começou o vai-e-vem, cada vez que aquela cabeça enorme entrava em sua goela ouvia-se um 'glup'. Sexo oral com barulhinho é tudo de bom! Ela repetiu mais algumas vezes bem rápido e na última chupada sugou com toda força, a cabeça fez um estalo úmido quando pulou para fora de seus lábios. Girando o corpo na poltrona Raliely ajoelhou-se de costas para seu primo. Apoiou suas mãos nas costas da poltrona, empinou bem a bundinha fechando as pernas e cruzando os tornozelos. Como ele era mais alto nesta posição ficaria melhor. Seu primo segurou-a pela cintura e encochou. A glande tateando sem encontrar o alvo. Menino inexperiente, ainda mais se comparar com ela. Raliely levou a mão por entre suas pernas, segurou o pinto e afastando só um pouquinho seu corpo deixou a pica na linha de mira. Sentiu um arrepio quando aquele pinto cabeçudo entrou devagar arreganhando os lábios de sua vagina. ... Oooohhh!!! Cabeçudo é bom, cabeçudo é muuuiiitooo bom ... A cabeça foi degustada, mas o resto da rola ela engoliu direto empinando a bunda ainda mais e jogando-se de costas contra o primo que gemeu com o movimento inesperado. Afinal, quando você está comendo uma menina por trás segurando-a pela cintura é você quem comanda, certo? ... Não, não necessariamente. Quer ver ... Raliely começou a embalar o corpo para frente e para trás, seu primo logo pegou o ritmo acompanhando os movimentos dela. E com força aplicada em ambas as direções ...
    aquela bundinha pequena, mas macia e durinha, começou a estalar com o choque de cada metida. ... Hmmm!!! Agora sim ... Raliely terminou de tirar o top. Gostava da liberdade que a nudez lhe proporcionava. Sem muita demora seus suspiros transformaram-se em gemidinhos. As mãos de seu primo passaram da cintura para suas nádegas apertando forte, fazendo movimentos circulares massageando os glúteos. Ele diminuiu o ritmo, agora deixava só a pontinha encostada e depois deslizava a glande que toda vez que entrava fazia um barulho de pressão alargando os pequenos lábios. Parece que ele gostou de ouvir e de olhar. ... Deve estar de olho no seu cuzinho, isso sim, imagina só essa cabeça entrado nele ... Raliely imaginou se mordendo toda. Mas hoje não, claro. É só uma rapidinha e seu primo está se enrolando. Ela recomeçou a embalar o corpo, além de aumentar a velocidade fazia o pau atolar até a base. As mãos de seu primo subiram paralelas pela barriga dela, pelas costelas, chegaram juntas nos seios. Ele colou seu peito nas costas dela, agora metendo da metade para trás o ritmo ficando mais rápido. - Aaahhh, isso, assim que eu gosto. Assim, assim, assim - repetia Raliely se derretendo toda, foi ele pegar firme que já estava quase gozando. Ele continuou bolinando os seios em um aperto dolorosamente delicioso e murmurou no ouvido dela: - Gostosa. Raliely gozou gemendo alto. A orelha também é uma zona erógena e no caso dela muito sensível. Não tem algo que ela mais goste do que alguém pegando ...