1. FILHO, FAZ O QUE VOCÊ QUISER COMIGO...


    Encontro: 01/09/2017, Categorias: Incesto, Autor: atatturk, Fonte: ContoErotico

    Isto aconteceu uma vez em que eu estava na cama com minha mãe, nós dois pelados, e morrendo de tesão um pelo outro... Ela que antes andava deprimida e triste, agora, depois que começou a dara pra mim, estava toda sorridente, alegre e mais disposta... parece que o meu esperma dentro dela todas as noites estava fazendo um efeito benéfico para a saúde dela. Eu havia lido que o esperma do homem quando penetra a buceta da mulher, se ficar um bom tempo parado, o organismo da mulher acaba absorvendo todo ele, o qual vai direto para o sangue. Dizia até que se depois de algum tempo eu cheirasse a boca da minha mãe, iria sentir o cheiro do esperma... mesmo que ela não tivesse, como acontecia várias vezes, de ela engolir toda a minha porra quando eu gozava na boca dela.Mas o que me deixou mais tarado, mais louco pela minha mãe, e fez com que eu me apaixonasse ainda mais por ela, foi que antes que eu a penetrasse pela buceta, como fazia sempre, ela que estava deitada de bruços na cama, se virou e me disse: "faz o que você quiser comigo..." Uau, no mesmo instante o pau que já estava duríssimo pela expectativa de colocar na buceta dela, ficou mais duro ...
    ainda, sente um calafrio, um deseja ardente percorrer meu corpo, refletindo-se na espinha, porque entendi perfeitamente que ela queria ser penetrada pelo cu desta vez!Não deu outra, como não poderia deixar de ser, meti meu pauzão na portinha do cu dela, e como estava um pouco difícil de entrar, ela me disse: "espera um pouco que vou no banheiro passar um creme..." Ela foi e voltou rapidamente com o cu e a bunda toa lambuzada... daí meu pau entrou tudo, entrou gostoso, e ela até deu um gritinho, de dor e de tesão... falou: "ai que delícia, teu pau está inteirinho no meu cu, meu amor".Fiquei um tempão aproveitando daquela delícia, metendo gostoso no cu da mulher dos meus sonhos, ouvindo ela gemer cada vez mais alto de tanto tesão, até que ela gozou (eu metia no cu e ficava mexendo no grelo dela na buceta, que a esta altura estava super molhada... tão molhada que a umidade passava para o cu e este também ficava molhado). Fiquei super orgulhoso por ter feito minha mãe gozar tão gostoso daquele jeito, e gozei também, é claro. E para completar minha satisfação, quando meu pau por fim amoleceu ela falou: "ai, ai, ai, eu quero mais, eu quero mais..."
«1»