1. Ligados Ao Passado - Capítulo X


    Encontro: 27/02/2019, Categorias: Gays / Homossexual, Autor: Caio Lohan, Fonte: CasadosContos

    mão e ficou fazendo carinho. As reações da coruja eram divertidas, às vezes ela fechava os olhos e abria o bico, como se expressa-se seu relaxamento com um simples gesto, outras vezes ela balançava suas penas como se estivesse com cócegas... A cada reação Nuno sorria um pouco mais... Quando a chaleira apitou, suas pernas já não estavam tão fracas e já não tinha um frio tão grande dentro de si. Ele fez o seu chá e voltou para a sala, Dobby ainda estava obedientemente deitada sobre Ender e conforme Nuno se aproximava ela o seguia com os olhos. Ele ao ver essa cena sorriu e a chamou. - Você tem sido uma menina tão boa Dobby! – Nuno a abraçou e sentiu que o seu pêlo ainda estava levemente úmido, então após o abraço, ele pegou uma toalha e a enxugou. - Quem vê você agindo assim... Pode achar que talvez você até possa ter um coração... – Ao ouvir a voz baixa e meio rouca de Ender, Nuno retesou suas costas e parou seus movimentos. Ele estava de costas, então ele foi pego de surpresa– Nuno queria falar algo, mas as palavras simplesmente não vinham, a única coisa que pensava era “Como encará-lo? O que dizer? Ainda há algo para ser dito?”. - Por que me trouxe de volta? Achei que me quisesse longe de sua vida. Então... Por que me trazer de volta para ela uma segunda vez? – Na posição que Ender estava, era possível ver claramente as costas de Nuno e mesmo ...
    sem que fosse possível ver o rosto, ele sabia exatamente quais as expressões que Nuno estava estampando, era uma expressão que ele sempre gostou de ver. Nervosismo... - Bem, eu... – Nuno começou de forma hesitante – Eu... Tenho três boas razões para isso. A primeira é que: Que médico eu seria se o deixasse sair dessa forma? A segunda: Estou cansado de viver sob essa tempestade de lágrimas em que vivemos, quero que um novo raiar de sol brilhe novamente em meus dias... e terceiro... “Quero que tudo vire cinzas”... – Nuno parou na última frase, assim como sua respiração, assim como seu coração, assim como o tempo... Até o ponto em que a resposta veio naquele infinito espaço de 1 segundo, tudo pareceu, simplesmente, paralisar. - Quero que tudo se reduza a pó... Quero que minha carne queime... Quero que meu sangue ferva... Quero que meus ossos e minha alma derretam... Quero explodir em uma brilhante chama e ser reduzido a nada mais que cinzas... = Para somente assim, poder renascer novamente... Mais sábio, mais lúcido, mais ardente... Uma nova tempestade de chamas, livre das algemas do passado... - Eu quero... – Nuno sorria neste momento. - Eu quero... – Ender também sorria. = Nós queremos... Incendiar nossas vidas com tudo o que pudermos encontrar, porque isso nos mantem vivos, porque isso nos mantem aquecidos, porque isso nos faz amar um ao outro...
«123»