1. Minha Tia Solteira


    Encontro: 26/02/2019, Categorias: comedor, Delicia, gostosa, Safadeza, safada, Putaria, Sexo, sobrinho, Familia, Tia, Heterossexual, Autor: UmSimplesComedor, Fonte: CasadosContos

    Já que to de férias vou escrever todo dia, to sem nada pra fazer mesmo. Sou de uma família que por parte da mãe é portuguesa e por pai italiano, e como toda família italiana tem muitos filhos e minha avo teve 7, um homem e 6 mulheres. Uma delas minha tia Cristina, 38 anos na época e agora 42. Minha tia é a solteira da família, que gosta de pagode, sertanejo, churrasco, cerveja e de chama a atenção. Vive sozinha num ape desses da CDHU para ninguém encher o saco dela, sempre ando de roupa curta pq em Prudente faz um calor do cacete e sempre teve jeito menina, ela deve ter 1,65 de altura, loira, cabelo comprido encaracolado, tem muita bunda e muito peito, não são durinhos e empinados mas são umas delicias, toda branquinha e rosada naquele lugar que nós sabemos que são. Como eu sou o neto mais velho sempre tive proximidade dela, a diferença é de 15 anos então sempre vamos a show e festas juntos. E num desses shows ela tinha acabado de terminar um namoro que até estava apegada, estava se sentindo mal, carente e um pouco abandonada, chamei ela para ir no show para vê se dava uma renovada no humor e ela mesmo não querendo topo. Achei que ia ser como sempre, ela me pegava para irmos ao local e na voltava a gente dormia na casa dela pq no domingo todo mundo sempre foi e vai para casa da minha avo almoçar, mas essa noite foi diferente. Fomos para o show, ela não estava muito entusiasmada, mas bebemos, cantamos e dançamos, acho que no meio da coisa ela fico triste e começou a beber e ...
    fico meio tonta. Ficamos até o fim do show e fomos embora. A questão que o recinto onde foi o show é um rancho e para sair é um inferno, 2 saídas para mil carros em volta do local, estava meio frio, era junho, fechamos o vidro e ficamos esperando a muvuca sair. Conversa vai conversa vem ela me falou que estava bem carente, que fico feliz de ter vindo comigo e me deu um abraço. No momento do abraço o bixo pegou, ela passou uma das mão na minha perna e no mesmo instante meu pau cresceu, e não tinha como esconder, a calca mostrava todo o contorno dele. Na hr que ela voltou viu o volume na calca e pergunto: - O que é isso Gustavo? - Desculpa, vc passou a mão e o teu perfume, não deu como aguentar? - Mas você tem tanto tesão assim por mim? - Não é a questão de tesão, você passou a mão no meu pau e ele reagi. Ela olho torto, voltou a passa a mão na minha perna, mas agora foi direto no meu pau, passou duas vezes, deu uma segurada e falou: - Você promete que não conta pra ninguém e eu não conto pro seu pai! - Não conta o que? Na mesma hora ela abriu meu short, puxou meu pau para fora e começou a chupar, no meio do estacionamento do rancho sem se preocupar se alguém estaria vendo. E como ela chupou, aproveitei, puxei meu banco para trás e ajudei ela segurando o cabelo dela, ao mesmo tempo subi a saia que ela estava e comecei a aperta e da tapa na bunda dela, tentei chegar na bucetinha pra sentir mas ela é tão bunduda que não consegui. Ela babou muito meu pau e deve ter ficado uns 15 ...
«12»