1. Tia Beth – uma paisagem excitante


    Encontro: 26/02/2019, Categorias: Coroas, Autor: morenosedutor9, Fonte: ContoErotico

    Estamos no quarto de casal, amplo com grandes janelas que mostram uma vista mais bela que lá da piscina, aqui se vê toda cidade. Ainda que hoje, com o tempo chuvoso, a vista não seja tão magnífica.A cama é grande, alta, macia.- Vem.- Na cama de vocês?- Ué!!! O que é que tem, durmo aqui, porque iria para outro quarto?- Mas é a cama que tio Elton dorme, vocês dormem. É estranho.- Deixe de bobagens, não tem nada haver.Fala retirando almofadas, ajeitando travesseiros e trazendo um enorme cobertor que começa a desdobrar sobre a cama.- Me ajuda, puxa do outro lado.Faço, ainda acho esquisito trepar ali, mas é ela quem manda....Lavo os talheres e enquanto ensaboo limpando tudo recordo as imagens do quarto, lembro que além da vista incrível, ainda haviam espelhos colocados nos armários que deixavam o ambiente maior e mostravam tudo que o casal fazia na cama.O piso acarpetado, com desenhos geométricos em tons de cinza claro. As luminárias ficavam em ângulos estudados para iluminar o suficiente deixando o ambiente aconchegante e sensual. Os quadros modernos alguns com imagens sensuais, mostrando a silhueta de corpos nus, insinuando atos íntimos.Havia um sofá estranho, pelo menos eu achava seu formato de pouca serventia, só depois conheci a real utilidade, segundo Beth foi adquirido com a intenção de permitir que os prazeres de uma boa trepada fossem ainda maiores.Enxugo as mãos e apago a luz da cozinha. É sábado, ligo a tv rolo canais, começo filmes, mas tudo cansa, desanima. O sono ...
    me alcança, a vista fica pesada ainda vejo imagens de um filme que se misturam com as imagens do sonho que começo a viver.Vejo Beth ao pé da cama, será sonho, lembrança, que importa......Bem que tentamos alguma coisa logo que deitamos, pra dizer a verdade foi a primeira vez que deitei para uma coisa dessas. Fazer amor, ou seria melhor dizer fuder alguém.Acabamos dormindo, o almoço, a chuva e a cama quente contribuíram para um sono profundo, restaurador. Dormimos de luz acesa, completamente nus, nunca dormi assim ao lado de uma mulher.Acordamos com o telefone tocando, passava das 3 da tarde. Beth que estava de frente para mim, estende o braço sem se virar e puxa o fone até o ouvido, fala com uma voz de quem ainda dorme...- Alô!!- Sim..., quem?... Ah!... É você Sil?- Dormindo? Que isso menina, impressão sua...Ela segura o olhar no meu, sinto um frio na barriga, mamãe quer notícias minhas.- ...acordei hoje de manhã com a garganta incomodando, acho que foi o suco gelado que bebi ontem antes de deitar, também estou ficando gripada.Fala raspando a garganta, tentando se recompor.- Uhhh!!! Humhh!! Humm. É boa ideia, só não tenho chá aqui em casa, esqueci de comprar. Cê acredita? Ahh!! Faço um leite quente... resolve.Sorri com os olhos brilhantes cravados em mim.- Uunnh!! Tá não é a mesma coisa que chá, mas faz bem, é bom sentir ele quentinho descendo garganta adentro, é relaxante, só hoje tomei duas vezes.Ri do que fala e pisca pra mim.- E eu vou sair nessa chuvarada pra comprar chá, ...
«1234»