1. Meu melhor paciente


    Encontro: 26/02/2019, Categorias: Sexo Gays / Homossexual, Anal, Oral, Gays / Homossexual, Autor: Bruno Saramago, Fonte: CasadosContos

    Tenho 28 anos, sou branco, bonito, malhado, casado com uma mulher maravilhosa e desde novinho sou bissexual. Trabalho como Enfermeiro Intensivista em um hospital de altíssimo padrão aqui em SP, e é comum que a família dos nossos pacientes tbm nos contrate para prestar assistência em suas casas na ocasião da alta, principalmente aos idosos acamados e sequelados. Nesse contexto fui contratado para ser enfermeiro particular de um senhor de 72 anos, seu Georgino, que havia sofrido um AVC Isquêmico e por conta disso ficaria o resto da vida sem falar e acamado pois tbm perdera totalmente a mobilidade dos membros inferiores. Seu Georgino é um negro forte e de aspecto saudável, viúvo, dono de uma transportadora e patriarca de uma família abastada financeiramente. Presto todos os cuidados desdes os mais técnicos aos mais básicos como banho e higiene em geral, e aqui é que começa nossa história totalmente verídica: Desde o primeiro banho que dei no Sr. Georgino me espantei (e me interessei) pelo tamanho de sua pica! Mesmo mole era enorme e grossa! Acreditem maior que a minha quando dura! Sempre ficávamos só eu e ele, principalmente durantes as noites em seu apartamento. Um dia ao dar seu banho eu confesso que me aproveitei do fato de estarmos sós e da incapacidade dele falar ou escrever e ao lavar aquela jeba deliciosa eu o masturbei um pouco... Pra minha surpresa imediatamente o rosto do Sr. Georgino esboçou um sorriso e sua jeba ficou dura! Enorme! Grossa com veias saltadas uma ...
    delícia de se ver. Era claro que o velho estava gostando, e eu sussurrei no seu ouvido: _Gostou Sr. Georgino? Tá de pica dura? o Sr. que que eu chupe ele bem gostoso? Ele imediatamente deu um grunhido... e eu caí de boca! Não cabia na minha boca, tinha um sabor delicioso de macho negro... coroa... devo ter feito um boquete intenso mais rápido, isso pq em menos de 5 minutos ele gozou mais ou menos 1 copo americano de porra quente na minha boca!!! Um pouco eu engoli o resto cuspi pelo box do banheiro mesmo. O acomodei na cama e logo terminei meu plantão e fui embora... passei o dia seguinte pensando se seria possível ir além e dar e receber mais prazer com ele. Na noite seguinte, levei-o ao banho o safado ao me ver já se excitava e ficava de jeba dura e isso me deixava louco, queria muito aquele ferro dentro de mim... Estávamos a sós a noite inteira e eu mamei ele ainda mais gostoso, mais dessa vez não deixei ele gozar... levei-o de volta para a cama, deitei-o ainda com aquela rola de 21cm e grossa dura apontando pra cima, nesse momento eu já me sentia livre de qqer sentimento de culpa pois era evidente que ele adorava! Tirei minha roupa, passei saliva no meu cú... subi em cima da cama e fui sentando devagar... era demais!!! Quando a cabeça entrou senti muita dor, mais queria continuar...fui sentando até sentir se seu saco peludo na minha bunda... uma dor misturada com prazer... cavalguei devagar, esperando anestesiar e me acostumar... logo foi ficando muito, muito bom e cavalguei ...
«12»