1. E assim, no teu corpo eu fui chuva... De tesão, de descobrimentos...


    Encontro: 24/02/2019, Categorias: Homosexual, garotas, Lésbicas, Gays / Homossexual, Autor: Gaby, Fonte: CasadosContos

    HISTÓRIA REAL, COM NOMES FICTÍCIOS. Sabe aquelas coisas de empatia, energia... então, acredito nisso! Mas não imaginava que pudesse acontecer isso através do Tinder. Sim, o Tinder... que procurei como passa tempo, como um lugar pra afogar as mágoas e descobrir meninas... rs! Me proporcionou momentos incríveis com a Camila entre março e abril desse ano. Daqueles poucos encontros que você tem na vida. E vou contar pra vocês uma das nossas noites. Sabe aquele domingo preguiçoso... que você está cansada, de pijama, curtindo um jantarzinho, um cafuné e pensa que não vai ser mais que isso?! Pois é, eu achava que minha noite de domingo terminaria assim... mas esse pensamento só durou até sentir o cheiro da Camila, e a língua dela passeando na minha. Ahhh, o cheiro que ela tem... um cheiro suave, gostoso, que me transmite calma e ao mesmo tempo vontade de ficar com o nariz enfiado em sua nuca cheirando e a enchendo de beijos. Nosso beijo começou, e só de sentir a respiração dela dentro da minha boca meu corpo já estremeceu... depois de tantos dias só de beijos, enfim ela ia poder tirar minha roupa toda e eu estava louca por isso, louca pra sentí-la com o corpo colado no meu. E assim como eu imaginava a primeira coisa que ela fez foi me deixar completamente nua... Tirou minha roupa e sorriu. Pelo sorriso já imaginei as coisas que ela queria fazer comigo. E ela foi conduzindo nosso ritmo, me beijando, me tocando com seus dedos, sugando meus seios e me enchendo de tesão. Ela pegou ...
    minha mão e me fez sentir o quanto estava molhada. Me deixou louca pra chupá-la, mas ainda não era minha vez... fez só pra me provocar, me mostrar o tamanho do seu tesão, e ela sabe que fico louca com isso. Foi descendo suavemente a boca nas minhas coxas, passando a língua até chegar onde queria: minha buceta! E ficou ali me chupando nem sei por quanto tempo... passando aquela língua gostosa no meu clitóris. Alternando os movimentos entre suavidade e pressão, lentidão pra aproveitar tudo aquilo e pressa de matar a sede. A expressão de tarada que ela estava me deixava louca, ver a outra pessoa com tesão me deixa maluca e ela sabe disso, sabe do meu voyeurismo. Me fez enlouquecer... mas queria mais, e veio pra cima de mim e suavemente se entrelaçou, pele com pele, e me fez sentir toda sua lubrificação escorrendo pra dentro de mim. Começou um movimento suave, me olhando nos olhos, mordendo os lábios... fui vendo seu prazer crescer. Pediu pra que eu sentisse o movimento, mexer os quadris junto aos dela, fui vendo seu rosto e seu colo ficarem vermelhos, a mordida nos lábios mais forte, e a ouvi dizer: gozo muito fácil assim, quer ver? Lógico que eu queria, e foi só dizer sim pra escutar aqueles gemidos deliciosos, ver aqueles olhos pretos e pequenos apertados de prazer, sentindo todo aquele êxtase. Ela gozou e foi gostoso... Agora quem queria mais era eu, queria sentí-la, queria colocar minha boca toda naquele líquido que escorria pelo tesão que ela estava em mim. Fui pra cima dela, ...
«123»