1. Incerteza - incerteza número um: Não somos um Shippe


    Encontro: 20/02/2019, Categorias: Ilusões, ricos e pobres, Mentiras, Anal, Oral, Sexo, poliAmor / Romance sadomasoquismo, fica testes, pularia, risos, comédia, Traição / Corno, Amor / Romance, Gays / Homossexual, Autor: Rei de copas, Fonte: CasadosContos

    Meta para 2018. Cabelo platinado. Ficar rico. Compra a Ferrari Desfilar na Victoria Secrets e Namora Wu Kris Yifan. UMA COISa IMPOSSIVELLLLLLLLL. Além dele ser o mais mulherengo e idota da escola, mesmo assim eu era apaixonado por ele. Mesmo ele sendo meu melhor amigo. Kris e eu eramos amigos desde de pequenos, o que acarretou em várias coisas. Nossos pais fundaram a empresa W & H, uma empresa de carros, que ultimamente fundou para açõe em aviões. Rendendo milhões para empresa. Diferente de Kris, eu não queria segui a carreira da família, queria Moda, queria ser um modelo, que modéstia minha era tão belo quanto Vénus. Porém Kris exercia poder onde passava, conquistando um cargo de aprendiz para levar a futura presidência da empresa, eu odiava aquilo, mais como eu e ele estávamos no último ano do ensino médio, meu pai insistia e quere me fazer um dos donos, para garantir a família. Alguém ligava para o que eu falava? Jamais. Nunca fui uma pessoa digamos de exemplo, que dar duro, como várias pessoas são. Eu gostava do dinheiro, porem eu gostava do meu jeito. Ajudava os outros, porem quando ninguém olhava e quando digo ninguém, é ninguém mesmo. Tenho 17 anos e Yifan um ano a mais que eu. Porém a nossa diferença era grande, além do corpo, como de ações, Yifan sempre sério e rígido e eu brincalhão e divertido. Eramos Ying e Yang. Só que ninguém sabia do eu segredo mais obscuro de todos, fora meu loiro não ser natural o que bateria em qualquer um que falasse isso em voz alta. Eu ...
    era gay. Haaaaaa Vocês bem pensavam que eu tinha Matado alguém, ou ia falar o nome da tinta que usava em meu cabelo, claro que não, isso é segredo é Vou levar para o túmulo. Ser gay no meio de negócios faria perde a credibilidade dos negócios e ainda mais, perder a família, meu pai odiava os gays e odiava seu irmão por isso. - Hey Zitao, acordar, tá no mundo da lua? Kris tinha me empurrado de lado me chacoalhando, o olhei bem sério e ele bagunça meus cabelo. A escola nunca foi, uma escola parada ainda mais quando se juntava Kris, eu, Arthur, Murilo e Lay. Eramos o cinco furiosos, sendo que eu era o garça. A escola morria de amores por nós, e isso é faia quere ainda mais ser modelo, ter toda aquela adoração para mim. Era divino. (Murilo era o atleta da escola, entao praticamente ele, era alto e forte, como um touro, vivia ficando com as líderes de torcida, o que achava um desaforo, com os olhos verdes e cabelos castanhos e já com barba era o cafajeste que sua mãe ia dizer para cair fora. Arthur era um dos mauricinho do grupo falava fluentemente 6 línguas, ruivo, dos olhos azuis e isso se contar com a mentira, mesmo ele sedo rico e sempre vindo com um carro diferente, ele gostava de contar sua historias para ser o mais popular. Felipe era o garoto romântico e besta de todos, com os cabelos pretos e pele morena, ele era sexo sem ser vulgar que dava vontade de ficar com ele sem doer e nem piedade.) - Eu só, esta imaginando algo. Dei uma risada forçada e voltei a mim. Kris era um ...
«1234»