1. Acampando com papai – Volume 10 – Final


    Encontro: 19/02/2019, Categorias: Filho, Pai, Amigos, acampamento, Gays / Homossexual, Autor: RickRiber, Fonte: CasadosContos

    Acampando com papai – Volume 10 – Final Visão do Bruno Só podia ser sacanagem, eu não estava acreditando que o Igor tinha enganado e usado todos nós. Bruno: Porra Igor, qual é moleque?? Por isso você inventou essa parada de aposta?? Os coroas me olhavam sem entender nada e o Igor fazendo que nem era com ele. O Marcelo estava tão puto quanto eu. Marcelo: Sacanagem moleque. Ia contar para a gente quando? Otávio: Acho que merecemos uma explicação, que conversa é essa de aposta?? Agora já era, teríamos de contar tudo e o safado do Igor ainda calado. O tio Jorge e o papai só observavam. Bruno: Quando eu contei a eles do acampamento o Igor nos propôs deixar as coisas mais interessantes fazendo uma aposta. Nós provocaríamos vocês para ver quem cairia primeiro. No início eu rejeito a ideia, mas passei a observá-los com outros olhos e a curiosidade falou mais alto, acabei topando. Marcelo: Comigo também foi assim. E quando demos o sinal verde para o Igor ele nos passou todo o plano. A provocação no campo de futebol e depois no carro e a partir daí as coisas tomaram rumos próprios. Até os casais foi o Igor quem dividiu. O Igor era muito dissimulado e continuava ignorando a todos nós. Até o tio Jorge se manifestar. Jorge: Desembucha garoto, conta tudo. Tio Jorge estava sério e olhava fixamente para Igor, sem alternativa ele teve de contar. Igor: O senhor sempre exagera na bebida e eu que acabo te dando banho, café e colocar para dormir. Numa dessas bebedeiras, enquanto te dava banho, ...
    o senhor começou a me contar tudo o que tinha rolado na cabana entre vocês e como mantiveram o contato sexual por muitos anos. Eu fiquei muito excitado assim como o senhor e até batemos uma punheta juntos. Tio Jorge franzia a testa e parecia tentar lembrar dos fatos, mas pela expressão no rosto dele não conseguiu. Igor continuou. Igor: Aquilo ficou na minha cabeça, principal porque o senhor falou todo sentido a falta que sentia da amizade colorida que vocês tinham. Então eu só uni o útil ao agradável quando fiquei sabendo acampamento. Até pensei que essa já era a ideia do tio Gui. As recordações que o ambiente traria, vocês três juntos de novo e agora nós também faríamos parte dessa história. Ninguém precisa ficar puto comigo, não obriguei vocês a nada. Só dei uma força para o que estava dentro de vocês aflorasse. Todos ouviam as palavras dele com atenção e eu até concordava com ele, só aconteceu o que a vontade permitiu e se não fosse isso jamais aconteceria. Visão do Jorge Esse garoto realmente tinha puxado a mim, pelo menos na safadeza. Eu realmente me excedia na bebida as vezes, mas muito esporadicamente não sou nenhum alcoólatra. O mais impressionante é ele nunca ter conversado comigo, sempre tivemos uma boa relação, conversávamos sobre tudo. Tenho de concordar que a ideia dele foi ótima. Precisa muito reviver esses momentos e sentir um prazer tão bom de novo. A expressão nos rostos do Gui e do Otávio mostrava que eles concordavam comigo. Uma dúvida agora pairava no ar, ...
«123»