1. Raphaelo


    Encontro: 16/02/2019, Categorias: traficante, ganância, Amigos, maldade, revolta, Amor / Romance, Ambição, Amor / Romance, Garoto de programa, Sexo, prostituição, Gays / Homossexual, Autor: Vans, Fonte: CasadosContos

    Meu nome é meio incomum Raphaelo,eu não me orgulho nem um pouco do meu passado e apesar de tudo de certo e errado que eu fiz eu tinha alcançado o meu objetivo,mas a pergunta era “eu estou mesmo feliz?“. Bom é melhor parar de filosofar e começar do começo certo? Meu nome é Raphaelo Mendes,pois é eu só tenho o sobrenome da minha mãe Tânia Mendes e todas as vezes que eu perguntava do meu pai ela desconversava e fugia do assunto.A nossa vida estava muito boa até que minha mãe decidiu se casar com um tal de Gilberto,um velho gordo,nojento e que ainda batia nela. A minha vida piorou ainda mais quando eu completei 10 anos de idade e descobri que a minha mãe estava com câncer e nos seus últimos dias. Mãe: Filho infelizmente a mamãe não vai mais estar aqui por muito tempo ainda. Disse ela no leito do hospital. Eu: Não fala isso mãe,eu vou orar e a senhora vai ficar boa acredita. Disse chorando. Mãe: Filho,você vai precisar ser forte a partir de agora ok e tome isso. Disse ela me entregando um colar com uma pedra lua. Mãe: Sempre que você sentir saudade de mim aperte bem forte essa pedra. Disse ela fechando os olhos e parando de respirar. Eu: Mãe...volta mãe! Eu: Volta mãe!! Eu chorava e gritava desesperado. Os médicos rapidamente me retiraram do quarto e eu fiquei estático na sala de espera e nada conseguia me fazer parar de chorar. Agora sem a minha mãe eu estava sozinho no mundo de vez. No dia seguinte foi o velório da minha mãe e em seguida o enterro,como nós não tinhamos parentes ...
    na cidade,poucas pessoas foram ao enterro,apenas alguns amigos da minha mãe e de Gilberto que pouco parecia ligar para a morte da esposa. Depois que a minha mãe foi enterada eu me lembro que eu fiquei fora de órbita por quase um mês,eu acabei ficando com Gilberto mesmo,já que nenhum parente meu se prontificou a ficar comigo,toda a família da minha mãe era composta por nordestinos de origem muito pobre e a última coisa que eles precisavam era de mais uma boca pra alimentar. Como eu acabei de dizer todos os meus parentes,incluindo a minha mãe são do nordeste,mimha coroa era uma bela morena corpuda com seios fartos e quadris largos,da pele morena e olhos e cabelos preto,as vezes eu me perguntava o porquê de eu ser tão diferente de todos eles,aos 10 anos de idade eu era branco como leite,tinha olhos azuis e cabelo loiro e escorido de tão liso e por mais absurdo que pareça eu era discriminado pelos meus familiares por ser um branquelo azedo e bastardo como eles falavam. Flash Back On Eu lembro de uma das raras vezes em que eu e a minha mãe saimos da cidade no interior do Rio de Janeiro,onde morávamos e fomos até o nordeste de ônibus. Depois de longos e cansativos dias de viagem nós havíamos chegado e fomos direto pra casa da minha avó.No quintal da casa dela também viviam os meus tios e primos,o quintal tinha três puxadinhos ao todo. Já no segundo dia de visita eu estava brincando com os poucos primos que gostavam de mim que eram a Ana Júlia e o Clebinho,que era bastante afetado e ...
«123»