1. Não era apenas Futebol


    Encontro: 11/02/2019, Categorias: Amigos, Futebol, Amor / Romance, Gays / Homossexual, Autor: Als Augusto, Fonte: CasadosContos

    Já estava nos acréscimos do segundo tempo, e Sebastian, nosso treinador não queria mais um empate, já que era um jogo que ele julgava muito importante para o time. Eu nunca ligará tanto, já que para mim não passava de um passa tempo. [ 20 minutos antes de acabar o segundo tempo ] - Time eu não tenho tempo para perder como vocês, então quando vão parar de jogar que nem maricas ?? – Disse Sebastian suando de nervoso. - Estou vendo o time ser levado nas costas pelo Artur e Fernando, os demais vão ficar parado até quando? Esse vai ser o terceiro jogo em que não saímos com uma vitória, 3 de vocês não vi semana passada no treino, estão mais relaxados do que uma criancinha de 12 anos que aposto que mandaria muito bem. -Relaxa aí chefe, iremos recuperar neste segundo tempo você vai ver. –Disse Ricardo escorado em uma pilastra. -Artur, Fernando conto com empenho e engajamento dos meus volantes naquele campo, eu quero marcação, não deixem passar nada. – Marcelo defenda sua posição, não quero nenhum gol vazado. Mais alguns minutos de sermão e voltamos para o campo. O calor estava fritando meus neurônios, não conseguia pensar direito, calcular os meus passos, só pensava em tomar a bola do time oposto e correr para o gol. [ Voltando para os Acréscimos ] -Artur, me passa essa bola. Disse Fernando suando frio, me olhando desesperado. A área, estava livre sem pensar muito bem passei a bola para Fernando que estava frente a frente ao goleiro. Foi quando aos 47:00 min do segundo tempo, ...
    escutamos aquele grito de Sebastian desesperado; -GOOOOOOL!! –Puta que pariu, vocês querem foder com meu coração. Me perdi, no meio daquela gritaria e vi todos do time correr para o abraço, Leandro, Jorge, Ricardo, Rodrigo, Daniel já faziam uma dancinha para comemoração de mais um gol. Senti uma mão me envolver no pescoço, aquele suor exalava no campo e aqueles músculos que demarcavam o uniforme. -Formamos uma bela dupla em Artur. Disse Fernando me olhando com aquele sorriso amarelo. -Até que sim... -Pow, está me tirando brother, aquela marcação, aquele passe, não é pra qualquer um. -Realmente não é Nando, mas o Sebastian fala muito na nossa orelha, tem horas que fico louco. -Ele é o treinador cara, é o papel dele nos cobrar, incentivar, afinal somos o time desta cidade, precisamos manter a tradição, colecionar medalhas, troféus, títulos. -Não ligo pra isso, faço por diversão e sim somos uma boa dupla. -É assim que se fala moleque, e pra comemorar tem churras e breja na casa do Sebastian, você vai né? -Ainda não sei, prometi pra minha mãe que almoçaria em casa. -Para de frescura Artur, ela vai entender. Senti Fernando me apertar ainda mais, sentindo seu corpo colar no meu. -Agora me solta que ta me sufocando Nando, vamos lá comemorar com o resto do time. Fomos até Sebastian que estava junto dos outros jogadores comemorando a vitória. ... Esqueci de me apresentar, me chamo Artur, tenho 24 anos filho único 1,75 de altura, olhos cor de jabuticaba, cabelos castanhos, um físico normal ...
«1234»