1. Troca-troca numa viagem de trabalho


    Encontro: 11/02/2019, Categorias: Gays / Homossexual, Autor: Mark Casbi, Fonte: ContoEroticoComBr

    Numa tarde de junho-2004,dei uma escapada sem ser notado pelos meus colegas de viagem e sob sugestão de motorista de taxi safado, fui a um cine pornô da praça Tiradentes, onde conheci o Daniel: casado, mais ou menos 40 anos, forte sem ser gordo mas com uma sexy barriguinha saliente, pelos louros no peito cabelos e olhos claros, pele branca…eu estava sentado nos fundos do cinema batendo uma punheta quando ele se aproximou e sem falsos pudores começou a me chupar. Ora sua língua deslizava por todo o meu pau de 16,5cm ora sua boca engolia todo meu pau me deixando cada vez mais excitado. Ele começou a me masturbar sem parar de me chupar e a acariciar meu cuzinho com seus dedos grossos sob o olhar curioso de todos que passavam perto de nós. Depois de poucos minutos fudendo aquela boca quente e já com dois dedos dentro do meu rabo, eu me contorci todo enchendo sua boca de porra. Ele engoliu todo meu leitinho e depois me deu um beijo super-gostoso…disse que adorou meu cuzinho e queria me comer mas preferia ir a um motelzinho ali perto pois não gostava de ser visto (pena, por que eu adoro me exibir em ação!). No motel, o cara deixou de lado sua passividade me jogando na cama e praticamente arrancando nossas roupas…eu fiquei maravilhado com aquele peito louro e aquele cacete enorme lindo de 19 cm que sem ele pedir eu coloquei na boca para mamar feito um bebê. Mamei aquele caralho por um bom tempo enquanto ele dizia um monte de vulgaridades que me deixavam com cada vez mais tesão. ...
    “Chupa seu macho, minha putinha. Chupa que eu quero meter gostoso no seu rabinho!” Eu tive um pouco de medo mas deixei rolar: ele me agarrou as pernas levantando na altura da sua boca e lambeu meu cu me levando a loucura. Quando eu estava todo meladinho, ele dobrou minhas pernas na posição de frango assado deixando meu cu encostado na ponta do seu cacete. Ele começou enfiando devagar pedacinho por pedacinho até eu relaxar e parar de sentir dor. Apesar de ser silencioso na cama, a partir daí, eu enlouqueci com aquele caralho enorme entrando e saindo de dentro de mim. Eu gritava “me fode gostoso, meu macho…mete gostoso, delícia!”…quando ele começou a gemer forte eu pedi para ele gozar na minha boca… ele já arrancou a camisinha urrando e imediatamente encheu a minha boca com uma porra quente e deliciosa. Como eu continuava deitado, ele se virou e começou a me chupar outra vez num 69 fantástico. Aquela língua áspera e gostosa voltou a me fazer delirar … fiquei ainda mais excitado por estar tão perto do seu cuzinho…eu passei a enfiar meus dedos no seu rabo fazendo-o até parar de me chupar de tanto tesão…ele perguntava com voz rouca “vc quer se vingar de mim e comer o meu rabo, quer?”…eu respondi colocando uma camisinha e o posicionando de quatro para mim…ao ver aquela bunda grande e gostosa com seu cuzinho aberto só para mim, eu não perdi tempo enfiando meu pau de uma só vez. Ele deu um urro…mas quando comecei a meter gostoso no seu rabo, ele rebolava gostoso me chamando de seu macho. ...
«12»