1. Muito bom ver um casal transando com a janela aberta


    Encontro: 02/02/2019, Categorias: Exibicionismo, Autor: kaplan, Fonte: ContoEroticoComBr

    (escrito por Kaplan) E já que falamos de visão e voyeur no conto anterior, onde abordamos como um filho teve a visão de sua mãe na cama, vamos falar agora de voyeur, atividade cada vez mais intensa, porque propiciada pelo crescimento vertical das cidades, pela urbanização desenfreada, que coloca as janelas dos apartamentos muito próximas. E como as pessoas são descuidadas hoje em dia… fazem a delícia de nós, os adeptos do voyeurismo. Perto de onde moro, reside um casal que eu acho que eles fazem de propósito, torcendo para alguém ver, não é possível que sejam tão descuidados assim. Vejam, por exemplo, leitoras e leitores, o que vi em duas noites na semana passada. Na primeira, deviam ser umas 20 horas, quando olhei, vi que ela estava, nua, deitada na cama. A janela tinha uma cortina, que parecia mais um tecido invisível, porque era absolutamente transparente. Ela parecia estar conversando com alguém, que deveria ser o marido dela. De fato, dali a alguns minutos, ele saiu do banheiro da suíte, acabando de se enxugar. Parou na frente dela que, ainda deitada, começou a chupar o pau dele. E depois de um demorado boquete, ele a levantou e, fortão, fez ela sentar em seu pau, ele de pé, e ela se segurando no pescoço dele e com as pernas trançadas na cintura dele. Dali eles caíram na cama, ele de costas e então ela ficou sentada e pulando. Seus longos cabelos louros esvoaçavam, eu a via de costas, sua bunda era deliciosamente linda. E dava para ver o pau entrando e saindo… ...
    coisa de louco. Meu pau já estava bem duro também! Aí ele a colocou de quatro, ajoelhou atrás dela e meteu. Acho que foi na xotinha, mas poderia ter sido no cuzinho, pela posição em que eles estavam, esse detalhe não me era possível ver com clareza. Sei que ele meteu bastante e ainda deitou-se por cima dela, sem tirar o pau e continuou fazendo o movimento de vai e vem… até que gozou nas costas dela. Pela cara dela, deu pra notar que ela também tinha gozado. Ficou um bom tempo deitada, depois levantou-se e caminhou em direção ao banheiro e ele foi atrás. Aí ele apagou a luz. No outro dia, não foi no quarto do casal, mas em outro quarto, vizinho, que também dava uma excelente visão para mim. Ele estava deitado, vestido, e ela, só de shortinho, chupava gostosamente o pau dele. Ela devia fazer um belo boquete, porque todas as vezes que presenciei, ele só faltava gozar quando ela fazia. Aí ele se levantou, os dois se afastaram um pouco da janela e quando voltaram já estavam totalmente nus, e ele a jogou na cama, de costas, levantou as pernas dela (frango assado) e mandou lenha. Depois foi de ladinho, e ela de frente para a janela, ou seja, pra mim. Que seios belos! Passaram para a cavalgada e depois ele a comeu de quatro. Deu pra ver a hora que ela gozou, pois ela desmontou na cama… então ele a virou e gozou nos seios dela. Terminada a sessão, luzes apagadas de novo. Entendem por que acho que eles fazem de propósito, para alguém ver? Eles devem saber que o exibicionismo é o maior ...
«12»