1. Estória de uma vida: Enganei a meu marido, estou grávida de outro homem.


    Encontro: 11/01/2019, Categorias: Drama, Gravidez, Aventura, casamento, filho bastardo, Infidelidade, Traição / Corno, Heterossexual, Autor: anya eduardo, Fonte: CasadosContos

    Estória de uma vida: Enganei a meu marido, estou grávida de outro homem. Eu era uma mulher que sempre procurou ser a esposa perfeita e até o presente momento havia conseguido ser, até que apareceu outro homem em minha vida. Meu marido não pode saber a verdade dessa gravidez. Eu tinha a família que sempre havia sonhado, desde menina havia idealizado uma família assim. Tudo em minha vida era perfeito e eu era um modelo a ser seguido entre minhas amigas. Principalmente porque elas geralmente, em nossas reuniões, somente diziam os problemas que enfrentavam em seus casamentos, enquanto eu relatava a felicidade, os bons momentos, o amor de meu marido e meus filhos, sim eu tinha dois lindos filhos. O mais velho com vinte e o mais novo com dezesseis anos. Eu dizia como meu marido era atencioso, como era amoroso, como cuidava de mim e de nossos filhos. Eu era feliz com o homem que tinha a meu lado. Era meu complemento, minha outra metade. Eu acreditava em amores perfeitos e acreditava estar vivendo um desses. Eu acreditava! Mas um dia apareceu outro homem, não entendo em que momento isso aconteceu, mas senti como meu coração se acelerou, compreendi no mesmo momento que algo não estava bem comigo. Nunca me havia sequer passado pela cabeça e ideia de estar com outro homem, eu tinha o melhor de todos, me satisfazia na cama, me dava tudo o que eu necessitava família, filhos, amor, atenção. Mas a curiosidade foi maior que tudo isso, um dia ele visitou um dos meus filhos, o mais velho, isso ... mesmo, era muito mais novo que eu, estudava com ele, faziam faculdade juntos. Ele tem vinte anos, quase vinte e um. Eu não podia compreender o que estava acontecendo, o porquê desse homem ter me tocado e tirado meu controle emocional. Não sabia o que sentia, ficava ofegante em sua presença, me dava suores. Ele era muito bonito, com o corpo firme dos atletas e principalmente firme pela juventude, um rosto varonil, quase imberbe. Esse dia meu filho não estava. Ele chegou, perguntou se poderia esperar enquanto ele chegava. Eu não estranhei o pedido, não era a primeira vez que estudavam juntos. Eu estava sozinha em casa, meu outro filho na escola. Ele entrou e se assentou na sala. Eu subi até meu quarto, confiava nesse jovem, ele havia demonstrado ser uma boa pessoa, educado. Eu olhava para ele e pensamentos desencontrados chicoteavam minha mente, minha pele suava e se arrepiava, resolvi assim tomar um banho para abaixar o calorão que me afligia, iria tomar uma ducha. Tirei minha roupa e percebi que minha calcinha estava molhada. Realmente eu estava precisando de um banho frio. Fechei a porta do Box e liguei a ducha. Entrei debaixo e deixei a água escorrer por meu corpo. Comecei a esfregar meu corpo, procurando não fazer nenhum movimento que pudesse ao menos ser interpretado como sensual, como uma caricia. Eu sabia que se fizesse isso me masturbaria, pensando nele, pois já acontecera anteriormente. Então escutei o com da porta de meu quarto se abrir e fechar. Meus sentidos deram ...
«1234»