1. Ousadia II - O outro lado da moeda


    Encontro: 11/01/2019, Categorias: Exibicionismo, Incesto, Heterossexual, Autor: Marta, Fonte: CasadosContos

    Era uma terça feira, estava muito cansada pois havia passado o dia inteiro resolvendo pepino no trabalho. Pedro e Artur já estavam em casa, como sempre rindo e falando as besteiras deles de sempre. Quando vejo os dois juntos nem parece que são pai e filho, parecem mais irmãos do tanto que são íntimos e amigos. Estava um cheiro maravilhoso, Pedro estava na cozinha e Artur no balcão conversando com ele, estavam preparando um macarrão quando passei pela porta e me receberam com lindos sorrisos. Falei que estava morrendo de fome e fui logo trocar de roupa. Não estava afim de nada me incomodando naquela hora, por isso coloquei um babydoll bem leve e nada por baixo, não havia nada ali que os dois já não tivessem visto. Voltei para a sala e fui me metendo no assunto dos dois enquanto sentava ao lado de Artur. Estávamos no balcão pelo lado de fora da cozinha, enquanto meu marido estava entretido no fogão. Artur logo notou minha roupa, mas não falou nada. Ficava naquela de desviar o olhar toda vez que eu olhava pra ele. Aproximei de seu ouvido e falei: - Filho, pode olhar, não vou ficar chateada não. - Falei abrindo minhas pernas na mesma hora. Ele arregalou o olho e encarou minha xoxotinha que estava sem pelos nenhum, havia pouco tempo que tinha depilado. Ele com seu velho calção do moletom logo apareceu um volume em suas pernas. Como sempre ele estava sem cueca, acho que é de família já. Quando notei que Pedro também estava, vislumbrei ali minha oportunidade de deixar os dois ...
    loucos de tesão ao mesmo tempo. Artur já tinha ficado excitado, mas meu marido ainda não tinha percebido nada. Levantei do banco e fui em direção ao Pedro e disse no seu ouvido: - Amor, queria muito dar bem gostoso pra você hoje. Enquanto falava, desci a mão em sua bermuda e agarrei seu pau, apertando tudo que tinha conseguido segurar. Ele não desviou para não dar bandeira para o Artur, mas notei que ele estava começando a ficar de pau duro também.Havia dias que ele queria transar e eu não conseguia por causa do cansaço, mas naquela situação me excitei. Voltei para o meu lugar no balcão e inclinei para frente para usar o celular, como meu babydoll era meio folgado, meu peito ficou aparecendo e meus mamilos escaparam da roupa. Como tenho a pele branca e mamilos rosados, ficou bem evidente que estavam aparecendo na renda. Artur fixou os olhos neles, Pedro se virou e fez a mesma coisa. Tinha agora meus dois machos me desejando ao mesmo tempo, sem que um soubesse do outro. Meu marido tentava esconder o volume no short enquanto me avisava sobre meus peitos. Olhei para baixo antes de fazer alguma coisa, esperei uns 3 segundos para levantar a roupa, mas sei que foi tempo suficiente para que o Artur desse uma boa olhada e Pedro ficasse louco. O macarrão ficou pronto e fomos todos comer. Durante a refeição esfregava meus pés nos dois, mexendo por debaixo da mesa. Sentia seus sacos quentes sobre meus dedos e suas varas duras. Não conseguiam nem conversar, eu falava só coisas soltas, mas ...
«12»