1. primeiro menage com a esposa


    Encontro: 09/01/2019, Categorias: Traição / Corno menage, Heterossexual, Autor: Rodrigo, Fonte: CasadosContos

    Me chamo Rodrigo, sou engenheiro e tenhoanos. Sou casado com Patrícia,professora, 35 anos. Patrícia tem a pele bem branca, 58 kg, seios e bunda médios.Moramos em Belo Horizonte, estamos juntos há 10 anos e nossa vida sexual sempre foimuito boa, embora seja um pouco careta, pois fazemos sexo sem grandes malabarismosalgumas vezes por mês e só.Há algum tempo comecei a acessar sites de contos eróticos e me interesseiespecificamente por histórias que envolviam traição ou maridos que sentiam prazervendo suas esposas seriam comidas por outros homens. Por ser da chamada “famíliatradicional mineira”, tinha sentimentos contraditórios ao ler estes contos: se por um ladoficava com um grande tesão, por outro não entendia este sentimento de gostar apenas dapossibilidade de ver minha mulher com outro cara.Fiquei receoso de comentar esta fantasia com minha mulher, pois não sabia qual seriasua reação. Com esta preocupação, apenas lia cada vez mais os contos e me masturbavapensando nas possibilidades. No entanto, um dia fomos para um churrasco em um sítiode uns amigos e após várias doses de bebida comentei com Patrícia (que também estavaum pouco bêbada) em um tom de brincadeira a minha fantasia. Patrícia ficou um poucochocada e falou que “jamais faria este tipo de coisa”. Como estava bêbado e faleiparecendo uma brincadeira, a conversa ficou por isto mesmo.No entanto, esta situação teve uma mudança radical depois de uma viagem que fizemospara Parati/RJ há uns 3 anos e que narrarei a ...
    seguir.Conseguimos uma pousada por uns 10 dias em Parati para descansar um pouco. Nosprimeiros dias o esquema era praticamente o mesmo: saíamos logo pela manhã parauma das praias próximas à cidade e ficávamos praticamente o dia inteiro ali. Enquantoeu tomava minhas cervejas em uma sombra, Patrícia se bronzeava no sol.Depois da praia voltávamos para Parati, nos arrumávamos e saíamos para comer algumacoisa e bebermos ainda mais. Depois disto, voltávamos para a pousada e transávamos.Faltando uns dois dias para a viagem acabar conhecemos um hóspede da pousadachamado Marcelo. Ele tinha 34 anos e viajava sozinho. Como nos pareceu ser genteboa, convidamos Marcelo para nos acompanhar para passar o dia em Trindade, queprontamente aceitou.Chegando lá, enquanto Patrícia rapidamente tirou sua roupa e foi para o sol, eu eMarcelo fomos para uma sombra e começamos a tomar cervejas. O papo foi muito bome Patrícia acabou se juntando à bebedeira. Patrícia quando bebe fica muito receptiva epercebi que Marcelo começou a olhar muito para ela, especialmente para sua bundaquando ela se virava por qualquer motivo.Não me importei muito com isso. No final do dia, voltamos para a pousada ecombinamos de ver um show de chorinho que ia ter na praça da cidade. Entramos noquarto e vi que Patrícia estava bem alterada. Começamos a nos beijar e logo estávamostransando.Depois do sexo tomamos um banho juntos e aproveitei a oportunidade para convencerPatrícia a usar uma calcinha preta minúscula que ela tem. A calcinha é tão ...
«1234»