1. Vingança adolescente! VII


    Encontro: 02/01/2019, Categorias: Sexo, Sexo Gays / Homossexual, Teens, Teen, revenge, Vingança, Amor / Romance, Gays / Homossexual sex, sex, Gays / Homossexual, Autor: Little Boy, Fonte: CasadosContos

    A aula teve seu início normal, quer dizer, depois de todo acontecido óbvio que ainda os olhares e cochichos eram frequentes mas, já estava até me acostumando a tudo aquilo. Olhei dê relance pela sala e percebi que Igor me encarava com um brilho no olhar, não sei o que Dora tinha dito mas tinha funcionado, via arrependimento em seus olhos e eu precisava daquilo. Entre uma aula e outra ouvia comentários sobre a tal festa de sábado e estava ansioso pra aquilo e ao mesmo tempo temeroso com tudo, é realmente algo estranho, as aulas aquele dia passaram voando e logo o sinal para o intervalo tocou, e geralmente as aulas daquele dia são tão maçantes que demoram uma eternidade para passar, mas não naquele dia. Assim que ouvi o sinal olhei para Henrique e ele para mim, logo me levantei e segui até Igor. -Igor, podemos conversar? Disse amigavelmente. -Sim vamos! Seu entusiasmo era nítido, o que me fez revirar os olhos em minha mente. Sentei-me na mesa ao lado e sorrindo o respondi: -Ok, vamos ficar aqui mesmo daqui a pouco a sala ficará vazia e será melhor conversar aqui. -Ta certo. Olhava impaciente para porta vendo todos saindo, que demora, pensei comigo. Henrique foi o último a sair e era nítido sua expressão de incômodo, como se quisesse me tirar dali, ele era um bobão. Assim que a sala ficou totalmente vazia eu o olhei profundamente, queria penetrar seus pensamentos olhando em seus olhos, aquelas bolas azuis estavam me encarando com vergonha e mal conseguiam sustentar o olhar. Dei ... um longo suspiro e disse soltando o ar em meus pulmões: -Porque você fez isso? Foram secas, rápidas e diretas. Minhas palavras saíram de minha boca como se fossem flechas. Ele me olhou cabisbaixo e tentando formular suas ideias foi soltando suas palavras em meio a sua vergonha aparente. -Olha Caio, eu quero te dizer que eu sou idiota, que eu sou crianção, tomo atitudes bobas e sem pensar e acabo me arrependendo depois, você tem todo o direito de me odiar. Mas eu quero muito te pedir desculpas, eu quero me absolver com você, te ver chorando por minha causa, por minha babaquice me fez ver o quanto eu fui idiota. Por favor me perdoa? Ele estava suplicante e tomando fôlego pois tinha dito tudo isso sem ter parado um segundo pra respirar. -Vai com calma.. Ele tinha dito tanta coisa, me pedido tanto para perdoa-lo que eu nem tinha entendido tudo. -Eu estou disposto a te perdoar Igor, sério mesmo, mas me diz porque? Porque você fez isso? Perguntei novamente pois ele não tinha me respondido, e eu precisava saber. Não, aquilo não mudaria meu foco mas, precisava agir com base na verdade em todos os fatos. Uma pequena lágrima caiu de seu olho e aquilo até me espantou, rapidamente ele secou com os dedos e disse me olhando e dessa vez bem calmo: -Olha, eu gosto de você! Depois que transamos eu te achei o máximo mas, como de costume eu me gabava por minhas transas, coisa minha, assumo que é idiota mas eu não tinha nenhuma real intenção de te ofender, tanto que nem falei que era você quando ...
«1234...9»