1. Entre Reinos - 10


    Encontro: 22/12/2018, Categorias: Amigos, confissões, Amor / Romance proibido, Ambição, Retorno, funeral, Reinos, Príncipes, Amor / Romance, Gays / Homossexual, Autor: Beto Paez, Fonte: CasadosContos

    - Príncipe, eu sou um simples servo do castelo. Tudo bem, eu sou chefe do estábulo e seu professor no Treino Militar, mas ainda vivo entre os cavalos. Gosto de cuidar deles, de penteá-los, de dar comida... O senhor nunca olharia para mim: o serviçal de balde e escova nas mãos. Perdoe-me por estar reagindo assim, Alteza, mas eu precisava contar ao senhor. - René, como você pôde pensar isso de mim. Eu jamais olharia para sua posição. Você é o meu amigo, é leal. Eu também gosto muito de você, mas não dá maneira que você poderia esperar. É difícil para mim sentir amor por outro homem como eu. Eu amo o Bernard, mas se não o amasse, certamente amaria você. Você é um homem lindo, de caráter invejável, com um coração enorme. Jamais pense que o que você é deixa você inferior a alguém. Sou um Príncipe não por escolha, mas por nascimento, e garanto-te que minha vida não é nada agradável. Deveres reais, obrigações para com o povo, ter que ser um exemplo e espelho para à Nação. São grandes as minhas responsabilidades. Vivo cercado de víboras esse tempo todo. Muitos prontos para pedirem a minha cabeça quando tiverem chance. Espontaneamente, surpreendendo René, abracei-o forte e fui retribuído por ele. Ficamos algum tempo abraçados até sermos interrompidos por Johan. - Alteza Real, perdoe-me, mas os familiares da Princesa Merísia chegaram ao castelo. A Família Real de Palonte também espera sua permissão para ser recebida no castelo. - Eu irei agora, Johan. Vá na frente e avise que já ... estou a caminho. - Vá, Príncipe, o senhor tem o dever de receber os parentes da Princesa. - René, peço-te segredo sobre o que contei-lhe. Em breve eu volto para terminamos esta conversa. - Sempre estarei aqui. - Obrigado. Dei mais um abraço no René e fui receber os parentes da Merísia. Mily, Bernard e o Conde Alferno já esperavam-me na Sala do Trono. Sentei-me e ordenei que Johan permitisse a entrada dos visitantes. - Suas Majestades, o Rei Péricles e a Rainha Mirtes de Palonte. Acompanham-nos Suas Altezas Reais, a Princesa-Herdeira, Helena, e o Príncipe Tito. Levantei do Trono e dei as boas-vindas a Família Real de Palonte. - Majestades, Altezas, sejam bem-vindos ao Reino de Austo. Recebo-os em nome dos meus pais, o Rei Gael e a Rainha Tácia, que estão numa visita de Estado ao Reino de Vajor. - Muito obrigado, Alteza Real. Conheço Suas Majestades, mas nunca tínhamos sido apresentados. Vejo que o Reino está sendo bem cuidado por Vossa Alteza. - falou o Rei Péricles abraçando-me. - Infelizmente o momento não é o mais agradável e propício para o encontro, mas é um prazer vê-lo. Estou encantada com tamanha beleza de Austo e do castelo. - São seus olhos, Majestade. A senhora é muito gentil. Bem, o corpo da Merísia seguirá para a Igreja de Austo daqui a pouco. Se vocês quiserem descansar até o velório, Johan mostrará os aposentos de vocês. - Sim, mas antes precisamos dar os pêsames ao Príncipe Bernard. Os Reis e os Príncipes aproximaram-se de Bernard e cumprimentaram o meu amor com ...
«1234»