1. Comi minha colega de trabalho


    Encontro: 06/12/2018, Categorias: Heterossexual, Autor: richardevil, Fonte: ContoEroticoComBr

    Tenho um ótimo relacionamento com a minha namorada porém, a alguns meses atrás, eu e uma colega de trabalho começamos a conversar mais que o habitual pois o posto de trabalho dela ficou mais próximo, vou chamá-la aqui de docinho, pois bem eu e docinho começamos a ficar mais próximos e descobri que adorava ver filmes pornô e como trabalhávamos com poucas pessoas, às vezes eu mostrava um vídeo pra ela e ela comentava as posições, os gemidos e até as “proporções” dos atores e das atrizes, aquilo foi me deixando curioso até que ela me disse que gostava de fazer anal, como ela tem menos de 1,60 mt de altura e deve pesar no máximo uns 47 kg bem distribuídos em coxa bunda e peito, não deixou de me passar pela cabeça comer aquela bundinha com força, até que as coisas avançaram pra um beijo em uma ala desativada da empresa, após o terceiro dia de beijos a docinho me chupou pela primeira vez ela deslizou toda a sua boca no meu pau por muitos minutos fazendo eu sentir o piercing de sua língua na cabeça do meu pau, e quando eu estava prestes a explodir de tesão ela me olhou com cara de safada e me falou : não pode gozar na minha boca” e depois começou a sugar a pontinha do meu pau até ... eu soltar todo o esperma em sua boca com jatos grandes, graças a habilidade dela e me olhando com um sorriso de menina engoliu tudo e eu disse a ela : “se prepara que amanhã terá uma surpresa” . No outro dia fomos novamente à ala desativada da empresa e quando começamos a nos beijar eu anunciei que iria comer seu cú, quando pus a mão dentro da sua calcinha ela já estava molhada, comecei a desabotoar a sua bermuda e a virei de costas pra mim, eu estava com tanto tesão que dei apenas 5 estocadas em sua boceta, isso já foi mais que suficiente para lubrificar o meu pau, quando posicionei meu membro na porta do seu buraquinho, ela me olhou com um sorriso e falou : “mete de uma vez” , fiz a sua vontade e empurrei meus 19 cm de pau de uma vez na bundinha dela que soltou um gemido gostoso mas abafado pela sua mão na frente da boca, continuei a comê-la com selvageria pelos próximos 15 minutos até não aguentar resistir à aquele cuzinho apertado e gozar dentro dele, e fizemos isso quase todas as noites até sermos demitidos, ninguém na empresa descobriu o que fazíamos e depois voltamos a nos pegar umas 3 vezes em motéis. Jamais conheci uma mulher que gostasse tanto de sexo anal como ela.
«1»