1. Tentações de um dentista


    Encontro: 05/12/2018, Categorias: Heterossexual, Autor: marcia barbosa, Fonte: ContoEroticoComBr

    Me chamo Márcia, sou casada, dentista e tenho 02 filhos. Apesar de estar com 47 anos, ainda chamo a atenção dos homens, e gosto de usar decotes para exibir meus seios, fruto de uma plástica que fiz há alguns anos e também meu corpo, torneado com horas de academia a vida toda. A história que vou contar de deu quando estava carente e resolvi entrar em um site de relacionamento. Logo que entrei, vários homens começaram a conversar comigo e isso mexeu com a minha cabeça. Sou dentista e meu consultório fica em um pequeno prédio de escritórios, com poucas salas. A maioria ocupada por profissionais liberais que saem do trabalho até as 17:30, enquanto atendo meus pacientes até as 19:00. Pois bem, neste prédio o zelador sai do trabalho as 18:00 e após este horário entra o segurança, o Sr. Pedro, um moreno (negro mesmo), de uns 60 anos, já com um corpo marcado pela idade. Um dia seu Pedro me perguntou se eu poderia fazer um desconto no tratamento de um dente que estava doendo e pedi para ele ir ao consultório as 18:30, pois estava sem paciente neste horário. Na primeira seção, nos tratamos formalmente, mas eu sentia que toda vez que havia uma chance, ele olhava meu decote e isso começou a me excitar. Na segunda seção, fiz questão de provocar, disse a minha secretária que podia ir embora mais cedo e antes da chegada do seu Pedro, tirei meu sutiã para provocar ainda mais. Durante o tratamento, vi que seu Pedro não tirava os olhos do meu decote, e ficava tentando cruzar as pernas para ... não me deixar perceber que estava com seu pênis bem excitado. Eu estava muito excitada com esta situação e resolvi tomar a atitude. Quando terminou o atendimento, perguntei ao seu Pedro do que ele mais gostou se foi do tratamento ou dos meus seios, e ele ficou de cabeça baixa de vergonha, então para deixar a situação mais quente, desabotoei minha blusa e deixei meus seios expostos para que ele me desse à resposta. Sem dizer uma única palavra ele esticou os braços e começou a alisar meus seios dizendo que eu era casada e que não deveria mexer com o perigo e antes que ele falasse mais alguma coisa, dei um beijo em sua boca e falei olhando em seus olhos, eu quero que faça o que quiser comigo. Dito isso, ele me lascou um beijo de língua que me levou a loucura e levou minha mao ate seu penis para eu sentir como ele estava. Ao apalpar sobre a calça, não pude notar o tamanho e a grossura e sem perder tempo,me agachei, desabotoei suas calças e deixei a mostra um penis negro lindo, duro, grande e bem grosso que logo em seguida comecei a lamber e beijar, deixando seu Pedro ir à loucura. Chupei seu Pedro com um desejo reprimido de muito tempo e sem que eu o impedisse, ele gozou feito um lobo, enchendo minha boca com seu sêmen, o que eu engoli o que pude. Depois fiquei confusa e pedi a ele que ficasse só nisso enquanto eu colocava minha cabeça para pensar nas consequências dos meus atos. Fui para casa, e nesta noite não conseguia olhar nos olhos do meu marido, mas também não consegui parar ...
«12»