1. Depois do dono comer a minha mulher ele queria o meu cú


    Encontro: 05/12/2018, Categorias: Traição / Corno, Autor: sombralink, Fonte: ContoEroticoComBr

    Ficamos por duas horas ou mais conversando, não sei ao certo, mas comer aperitivos de frios com um bom vinho, não deixa ninguém se preocupar com horário, sei que o papo acabou ficando bem descontraído e amigável, para não dizer sexy, o Tarso então começou a contar sua história de como conheceu a Suzy e de como acabou dono deste hotel e outro em Búzios, que que este de Búzios o filho tomava conta direitinho, pois ali em Arraial a praia era bem mais aconchegante e de difícil acesso, só os que realmente já conheciam se aventuravam a estar ali e como o seu preço era bem convidativo isso acabou fazendo dele um hotel de várias estrelas. O poder do vinho é algo que realmente pode ser traiçoeiro e complicado, em dado momento, estava sentindo uma mão apertar minhas pernas, mas não havia percebido que a mão não era da Paula e sim da Suzy, quando acabei passando a mão por cima da dela que pude notar seu sorriso, como estávamos mais pra lá do que pra cá, eu virei pro Tarso e perguntei como foi tirar o cabaço do cú da Paula, ele então foi contando tudinho, desde quando chegamos e que notou o nosso sarro na praia que ele desejou comer minha esposa, com o efeito do vinho, todos rimos, e nessa altura a mão de Suzy já estava por baixo da minha bermuda apertando meu pau que já estava duro como pedra, quando o Tarso chegou na hora de meter no cú da Paula em sua versão eu falei sem perceber que queria ter visto, e me levantei de surpresa, pois a pressão da mão da Suzy no meu pau estava me ... deixando louco e não sabia se era urina ou gozo, fui ao banheiro e quando fui urinar, saiu uma mistura de gozo e urina, que só tinha visto quando garoto adolescente, retornei e encontrei os três bem animados, quando cheguei perto da mesa notei que o Tarso estava com o pau duro para o lado de fora da bermuda, e a Paula perguntando se ela poderia mamar para eu ver, disse que sim e quando ela arriou para mamar aquela tora a Suzy abriu o zíper da minha bermuda e colocou o meu pau para fora, ainda meio bomba depois de urinar e abocanhou tudo, que boca quente eu falei, então fui sentando e ela me acompanhando com sua boca quente e úmida, a Paula larga o pau do Tarso e vem me dar um beijo na boca, fiquei meio sem graça, mas a beijei, a Suzy então fez a mesma coisa, o Tarso então diz que minha pica tem um gosto delicioso, e rimos juntos. Tarso se levanta e diz que o melhor seria agora, pegou a Suzy pela mão e nos convidou a entrar, nessa altura não sabia mais que horas eram, fomos para a cobertura onde eles têm uma cama redonda gigantesca, a Suzy pegou a Paula pela mão e foram pro banheiro e o tarso me levou para a varanda e admirar o visual, fiquei impressionado com a beleza da paisagem e quando me voltei para a sala o Tarso estava completamente pelado, aquele corpo brilhoso, de cor jambo e uma pica de 20cm pendurada meia bomba, olhando para mim, quando cheguei perto ele falou que o cú mais desejado pela sua tora era o meu, fiquei sem ação e sem perceber já estava com sua pica nas mãos e ...
«123»