1. Segundo Encontro


    Encontro: 05/12/2018, Categorias: Amigos colorida, Sexo, sado, Magrinha, Sadomasoquismo, Autor: Mohan, Fonte: CasadosContos

    Essa história é sobre meu segundo encontro com uma das meninas mais fantásticas que já conheci. Vou chamar-lá de Patrícia. Patrícia é morena, olhos âmbar verdes, cabelos lisos escuros e recentemente cortados pouco abaixo dos ombros, tem cerca de 1,70m e por volta de 55 kg. Nosso primeiro encontro aconteceu na ultima semana de 2017, contarei mais detalhes numa próxima ocasião. Após nosso primeiro encontro, onde embora estivéssemos com muita vontade de tentar algo, ficamos apenas como amigos, e após comer, beber e dar muitas risadas, a deixei em sua casa e fui para a minha. Após muitas conversas, insinuações e brincadeiras pelo whatsApp, decidimos sair pela segunda vez. Nosso segundo encontro aconteceu na segunda semana de 2018. Como de costume levei chocolate para ela, e as 19:00 cheguei em frente a sua casa. Apertei o interfone e rapidamente ela disse que já estava descendo. Fiquei ali em frente ao portão, esperando ela vir andando em minha direção, coisa que realmente gosto de fazer, pois gosto do jeito meigo dela, e também do jeito que ela vem sorrindo meio sem graça. Em poucos minutos ela apareceu, com um vestido lindo, curto, e não consegui parar de observar suas curvas e seu batom vermelho que pedia para ser retirado, mas apenas a cumprimentei com um beijo no rosto puxando levemente sua cintura contra mim. Entramos no carro e partimos sentido ao mesmo restaurante do primeiro encontro, foram 40 minutos de viagem que pareceram 40 segundos de tanto que conversamos e ... rimos. Chegamos no restaurante, e embora só tivéssemos ido lá uma única vez, os funcionários lembraram de nós - eu acredito que seja pelo fato dela comer muito mesmo sendo bem magrinha - sentamos á mesa e eu não conseguia tirar os olhos dela, como ela estava linda. Comemos, bebemos, conversamos sobre muita coisa, e isso é uma coisa que gosto muito nela, pois poderíamos falar o dia inteiro (coisa que fazemos pelo whats) e o assunto nunca acaba. No meio da noite retirei uma caixinha do bolso, acredito que alguns funcionários acreditaram ser um pedido de casamento, mas embora esse pudesse ser um desejo meu, era apenas um presente que comprei para entregar no natal mas acabei não conseguindo. Ela sorriu, e aparentou ter gostado, acho que acertei na escolha. Em seguida pedimos a conta e fomos embora, ou melhor, para o carro, durante o caminho ao carro eu pensei em pegar na mão dela como fiz no primeiro encontro, mas preferi não constrange-lá. Saímos do restaurante e peguei a pista com sentido pra nossa cidade, e propositadamente deixei uma maleta no banco de trás, com alguns acessórios de sexy shop que havia comprado justamente pra ela após uma conversa que tivemos. Ela percebeu a maleta e perguntou do que se tratava, como eu estava dirigindo, pedi pra ela pegar a maleta, o que rapidamente ela fez. Enquanto ela abria maleta meu estômago se enchia de borboletas, pois apesar de termos muita intimidade por mensagens, nunca tivemos nenhuma pessoalmente. Na maleta haviam algemas, ...
«123»