1. Fio terra – A primeira experiência com minha namorada


    Encontro: 01/12/2018, Categorias: Fantasias, Autor: leo1990, Fonte: ContoEroticoComBr

    Desde que comecei a namorar Amanda, o sexo se tornou algo surpreendente e como nunca pensei que pudesse ser. Amanda e eu nos tornamos o par perfeito um do outro, onde tudo combina, e o principal de tudo, não existe tabu, não existe preconceito, só existe proporcionar prazer um ao outro. Certa noite, Amanda novamente fez aquele boquete maravilhoso, me deixando louco de tesão. Foi uma chupada por completa, mas teve algo diferente aquela noite, ela chupou minhas bolinhas e também meu cuzinho, deixando ele bem molhado, e ficou passando o dedo na portinha como se quisesse enfiar o dedo. Enquanto Amanda me beijava fervorosamente, seu dedo acarinhava a porta do meu cuzinho. A sensação foi ótima, abri as pernas para deixar livre a mão de Amanda, ficamos assim por um tempo até não aguentar mais e transamos. Naquela noite, após vários orgasmos e um sexo delicioso, enquanto conversávamos sobre assuntos diversos, Amanda me confidenciou que se segurou para não enfiar o dedo enquanto “bolinava” meu cuzinho. Disse que tinha muita vontade de comer minha bundinha com o dedo, e que tinha um tesão enorme na minha bunda. Falei que foi muito gostoso e que podíamos tentar da próxima vez, não custava nada experimentar e que se não fosse bom não faria mais. Amanda então toda animada, disse que na próxima vez ela iria me fuder. A noite começou com muito tesão, um beijo bem gostoso enquanto suas mãos passavam por meu pinto e minhas bolinhas. Completamente sem roupas, nossos corpos já anunciavam que o ... tesão estava a flor da pele. Seus peitos estavam durinhos, seu corpo arrepiava quando mordiscava sua orelha, meu pinto estava duro como pedra, roçando em sua PPK já bastante molhada. De repente, seu dedo foi de encontro meu cuzinho, foi a deixa para ela ir direto a ele com sua língua. Amanda chupou gostoso minha bundinha, abri bem as pernas para facilitar. O tesão tomou conta do meu corpo, estava entregue a Amanda, que nesse momento já me fodia com sua língua. Sentia sua língua entrando e saindo do meu cuzinho, deixando-o bem molhado. Por vezes, ela abocanhava meu pinto, colocando-o todo em sua boca e ao mesmo tempo, passava o dedo pela portinha toda lambuzada. A sensação era fora do comum, queria ali mesmo que ela enfiasse seu dedo. Não aguentei, peguei a cabeça de Amanda e coloquei sua boca em meu pinto, ela começou a chupar forte, com uma mão punhetando enquanto chupava. Peguei a outra mão e coloquei na minha bundinha e disse: __ enfia!! Me fode igual você sempre quis! Enquanto me chupava, senti que seu dedo forçou a entrada. Estava molhado, não deve resistência, seu dedo começou a entrar. Ela colocou somente um pouco, e bem devagar começou a tirar e colocar, tirar e colocar, enquanto me chupava forte. A sensação era inexplicável, o tesão chegou a plenitude, gemia alto, minha respiração estava ofegante, estava próximo de gozar. Percebendo isso, Amanda começou a enfiar mais forte, e também a chupar mais rápido, a dor se misturava ao tesão, não me importei nem um pouco com ...
«12»