1. Virei menina nas mãos do meu amigo


    Encontro: 14/11/2018, Categorias: submissão., crossdresser, Travestis, Gays / Homossexual, Autor: Matheus, Fonte: CasadosContos

    Eu sou Mateus, tenho 16 anos, sou gay passivo, sou um menino bem feminino, não com meu jeito, mas sim com minha aparência, pois eu tenho um problema hormonal, meu corpo produz hormônios femininos em excesso, ou seja, meu corpo é bem feminino, eu tenho um pouco de seios, sou baixinho, meu corpo cresce poucos pelos, não tenho barba, tenho um pau pequeno, meu quadril é largo e eu tenho bunda grande, minha voz não é tão fina, mas não se parece nada com voz de menino. Além de tudo isso, meus cabelos são grandes, pela metade das costas, e eu amo usar roupas femininas, em segredo é claro. Eu tenho uma irmã gêmea não idêntica, e uso tudo que ela tem, desde os vestidos, saias e sapatos, até os biquínis e lingeries, poucas são as pessoas que sabem disso. Depois desta descrição minha, vamos ao conto. Apesar de ser feminino, eu tenho vários colegas na escola, não sofro bullying nem nada. E na minha sala, tem um menino chamado Marcos, e ele é bem másculo do tipo que só pega meninas na escola, e que não dá pinta nenhuma de ser gay, ele tem 16 anos, e tem um pouco de músculos, já vi algumas vezes o peitoral dele em fotos, era bem gostoso, e no seu short sempre tem um volume bem legal. Eu realmente sou bem indiscreto quando vejo meninos assim, seco eles todinhos, a primeira coisa que eu olho é o volume na calça. Só falta realmente eu chegar no menino e pegar no pau, de tão indiscreto. Então, esse Marcos certo dia resolveu fazer um trabalho de física em dupla comigo, pois ele é meio mal na ... matéria, e levou em conta de que eu era o “nerd” da sala. Então nós combinamos de no dia seguinte, depois da aula, ele ir na minha casa para fazermos o trabalho, e para eu ensinar a matéria a ele. No dia seguinte então, tivemos aula de manhã, e a tarde combinamos de que ele iria na minha casa. Cheguei em casa, tirei minha roupa, pus uma calcinha de rendas e vesti um shortinho curto da minha irmã, pois quando estava em casa sozinho, costumava usá-los, além do mais estava um dia bem quente, e não havia nada melhor do que ficar mais livre em casa em um dia quente de verão, decidi que receberia o Marcos daquele jeito mesmo, afinal ele já sabia como eu era. Nem tinha maliciado ele vir em minha casa e nós ficarmos sozinhos. Junto do shortinho vesti uma regata branca simples, também da minha irmã. Apesar das roupas serem dela, elas não ficaram tão femininas em mim, pareciam roupas comuns a um adolescente. Então ouvi o interfone tocar, era marcos, ele estava no portão de casa, eu abri para ele, e ele entrou. Recebi ele na porta da sala, ele também estava de regata branca, expondo seus músculos, e com um short jeans, que dava um enorme destaque ao seu volume. Quando o vi me subiu um fogo, só nessa hora que pensei em safadezas com ele, disse para ele entrar. Subimos as escadas e fomos para o meu quarto, tive a sensação de que ele estava olhando minha bunda, nos sentamos e começamos a fazer o trabalho, ele então perguntou onde era o banheiro, indiquei a porta no corredor em frente a do ...
«123»