1. Meu amigo do cursinho


    Encontro: 08/11/2018, Categorias: Teens, Autor: Vitoria1709, Fonte: ContoEroticoComBr

    Bom, me chamo vitoria tenho 19 anos e comecei a fazer um curso de adm tem 1 ano, nesse período fiz muitas amizades e lá conheci Fernando 20 anos, moreno lindo, sempre deixou claro que é louco por mim, mas por eu namorar nunca dei muita bola. Um belo dia no curso tinhamos um trabalho pra fazer e eu precisava buscar uns materiais em casa, fernando logo se ofereceu para me trazer em casa de carro pois iria mais rápido, eu aceitei. Chegamos em casa eu fui tomar uma ducha pois estava muito calor, ele ficou na sala me esperando, sai do banheiro apenas enrolada na toalha e fui para meu quarto me vestir, mas percebi o olhar dele para mim, já fiquei molhadinha só de imaginar que algo poderia rolar, já que estavamos sozinhos, foi então que eu puxei um assunto falando com ele de dentro do meu quarto, na intenção dele ir até lá, e não deu outra… Quando ele apareceu na porta do quarto eu estava sem roupa, fingindo estar procurando algo na gaveta. Eu olhei assustada e ele pediu desculpa mas não tirava o olho de mim, ja percebi seu pau duro, e dei uma risadinha, ele imediatamente me agarrou e começou a me beijar, ja abri sua calça e comecei a chupar seu pau bem gostoso, ele gemia de tanto tesão, me colocou na cama e começou a chupar minha buceta com muita vontade era maravilhoso, logo fiquei de 4 para ele e pedi pra meter gostoso na minha bucetinha, ele obedeceu. Terminamos ali no quarto e fomos juntos tomar um banho, metemos gostoso de novo em baixo do chuveiro, ele ficava louco com o barulho da minha buceta molhada… Tivemos que interromper nossa foda pois outros colegas esperavam para fazer o trabalho, nos vestimos e fomos encontrar a galera. Logo depois ele quis me levar pra casa novamente, isso ja era por volta das 20h, eu estava sozinha pois meus pais tinham viajado, perguntei se ele queria ficar pra jantar, ele aceitou. Acabamos passando a noite juntos e fodendo bem gostoso, e toda vez que bate aquela vontade sempre achamos um jeito de nos ver.
«1»