1. Um Trago na Maconha e Uma Mamada no Pau


    Encontro: 08/11/2018, Categorias: Gays / Homossexual, Autor: rabobranco, Fonte: ContoErotico

    Me chamo Frederico, tenho 22 anos, branco, olhos verdes, cabelo loiro escuro, 68 kl e 1,70 de altura.Aqui irei relatar as aventuras mais gostosas em busca do prazer, lembrando que todos os contos que irei postar são reais e aconteceram comigo.O Conto de hoje é recente e aconteceu na tarde de ontem, 24/10/17.Ricardo é um morador da rua de baixo, um moreno alto, magro, mau encarado, de poucos amigos... Não tínhamos nenhum tipo de contato, nos conhecíamos de vista apenas.No bairro muito se falava dele, pois o mesmo já tinha sido detido por suspeita de envolvimento com o tráfico, o que ficou provado que ele era apenas um usuário.Semana passada estava fuçando no Facebook quando encontrei o perfil dele e logo mandei uma solicitação.Passaram alguns dias até que ele me aceitou como amigo na sua página.Eu comecei olhar seu perfil e ver suas fotos... curti todas, mas todas mesmo.Quando foi ontem ele me mandou uma mensagem perguntando o que eu estava desejando, eu respondi que não desejava nada, então ele disse:- Eu já estava pensando outra coisa!Perguntei o que ele estava pensando e ele disse:- Que você era gay.Perguntei se ele tinha preconceito, e ele logo falou que não tinha e voltou me perguntar se eu era gay.Disse que sim, logo ele se soltou e começou a perguntar o que eu desejei vendo as fotos dele, o que eu queria, se eu chupava bem... Disse que sim e imediatamente ele me perguntou se eu queria chupar o pau dele.Pica não se recusa, né? Marcamos num lugar afastado, perto de um ... clube recreativo aqui da cidade.Eram 16:30 quando fui até o local combinado, e chegando lá ele já me esperava. Ao me ver, ele saiu em sua moto e eu fui seguindo até que entramos em uma trilha por trás do clube onde de um lado tinha um cerca de arame e do outro uns matos secos que dava pra ver do outro lado uma estradinha de terra que se passasse alguém por lá poderia nos flagrar.Procuramos um local mais escondido, mas não tinha. Porém, aquele lugar parecia ser bem tranquilo e foi lá mesmo que ficamos.Ele já foi ascendendo um cigarro de maconha e começando fumar.Me ofereceu e eu recusei de início, pois nunca tinha colocado nenhum cigarro na boca, nem sabia como fumar.Mas ele insistiu muito, dizendo que era melhor fuder brisado, sob o efeito da maconha e que se eu não aceitasse não ia ter mamada.Com medo de perder a mamada, acabei aceitando, mas foi a pior coisa que coloquei na boca, muito ruim.Ele já loucão, sacou a rola pra fora e foi puxando minha cabeça de encontro ao seu pau.E que pau!? Mole já era bonito, imagina duro? Coloquei na boca e fui mamando bem devagar, seu pau era tão cheiroso que até parecia que ele tinha colocado perfume.Aquele pau foi ganhando vida dentro da minha boca, e se transformou em um puta pau, grande e grosso.Passei a lamber do saco, até a cabeça daquele caralho, ora engolindo tudo e ora passando a língua em todo a extensão daquele pirocão.Ele começou a bater aquela pica pesada em meu rosto ao ponto de doer... Me pedia pra abrir a boca e enfiava até o ...
«12»