1. Não Basta Ser Mãe...


    Encontro: 08/11/2018, Categorias: Incesto, Autor: giselebarbosa, Fonte: ContoErotico

    Não Basta Ser Mãe...Lindos, boa noite meu nome é Alice e quero contar a primeira das tantas vezes que acabei cometendo esse delicioso pecado mas fazendo de todos os participantes mais felizes por assim dizer. Tenho 36 anos e meu filho Pedro quase 18 na época, sendo criado sem pai e comigo sem muita abertura sexual, ele jamais me falou nada e apenas brincamos umas duas vezes quando ele que jurava pelas suas convicções que se casaria virgem e eu que não sou muito de fazer baderna, eu tenho um amante ocasional e algumas vezes saio com garotos de programa, eu me acho gorda tendo 1,78 e 56 kg, seios enormes e bunda bem brasileira redonda, mas esse problema já me levou a tratamento... As vezes que brincamos foi uma em que perguntei se ia casar virgem mesmo, e de sacanagem dei uma patolada nas suas bolas por trás em um churrasco com vários amigos e meninas lindas, ele por trás do balcão gozou e fez cara de paralisado frente aos amigos e eu me molhando indo gozar depois muito tesuda e em outra quando o peguei se masturbando com uma calcinha minha, eu esperei ele terminar e fiz um hum hum na porta ele assustado tentando esconder um cacete que já devia ter sido usado há muito e eu me espantando com aquilo que ontem era uma minhoca... Ele se retirou do quarto sem falar nada, e eu me tranquei mostrando a calcinha para ele... No final lambi gostosamente toda a sua esporrada e ainda dormi com ela na boca, ou eu estava sonhando ou eu queria porra do meu filho... Paguei dois garotões para ... uma sessão de massagem e meu fogo apagou um pouco, mas o tesão andava a espreita... Mas meu filho namorava a Amanda, doce e afável até demais para seus 20 anos dizia também se querer casar virgem, uma doce ruivinha parecendo uma adolescente nerd com seios despontando mas deliciosos e magrela com uma bundinha impecavelmente deliciosa e uma xaninha pacotuda, eu imaginava que de inocente não havia nada ali... Mas fomos ficando amigas e ela já namorava ele tinha um ano tendo perfeita confiança em mim e eu nela, sem problemas só não queria ser avó cedo... Começamos a ficar íntimas quando já andávamos de mãos dadas e eu estranhamente sentia alguma coisa por ela, tive meus casos lésbicos bem bacanas na vida e meu primeiro beijo foi em uma amiga, e enfim organizamos uma festa junto para seu aniversário de 18 anos e ele ter passado para uma boa universidade, enfim chamamos alguns amigos e fizemos um gostoso churrasco que foi longe com os pais da Amanda ligando e dando um esporro enorme nela pois ela deveria estar em casa e as coisas bem rudes e eu consegui falar com o pai e contorná-lo falando que eu era responsável por ela, e que estaria em boas mãos... Mal sabia ele que ela mentiu muitas vezes falando que ia dormir na casa de amigos e acabou a festa depois de uma das famosas chuvas de verão aqui no Rio de Janeiro, eu tenho um quarto nerd nos fundos da casa, quase um mini hotel, um cômodo com uma mesa e uma estante de bebidas e o outro uma confortável cama de casal de um lado e um sofá ...
«123»