1. Entregue pelo namorado


    Encontro: 06/11/2018, Categorias: Traição / Corno, Autor: venhacomerbolacha, Fonte: ContoErotico

    Estava jogando cartas com um rapaz chamado Renan e estávamos a dinheiro, eu diria que estava com sorte naquela noite, o dinheiro dele logo se acabou, sobrava-lhe muito pouco. Eu estava com pena dele, então subi a última aposta para que ele desistisse e ficasse com ao menos um restinho do que era dele, mas ele tinha bebido umas a mais então estava cego e apostou tudo, eu ainda tentei novamente, subi mais uma vez a aposta e ele estava já tão bêbado que disse uma coisa que jamais imaginei ouvir na minha vida.- Eu aposto a minha mulher. Minha cota de ser caridoso já tinha até passado um pouco da conta, então apenas resolvi aceitar, as cartas foram para a mesa então e ele perdeu mais uma vez, vi que a mulher dele sorriu de canto com a derrota dele. Bom eu não iria julgar nem ser mais caridoso com alguém tão cego como aquele homem, então peguei o dinheiro guardei em meus bolsos (era uma quantia considerável). Logo após eu mandei com que sua mulher tirasse a roupa e ficasse apenas de sutiã e calcinha ali. Onde estávamos tinha ainda mais quatro outros homens junto a nós, todos estavam a desejando, eu vi isso e resolvi fazer com que tudo ficasse mais divertido, mandei que ela andasse de quatro e passasse por todos ali e deixei com que todos passassem a mão no corpo dela. Quando ela voltou até a minha frente eu abri minha calça e coloquei meu pau para fora, sem que eu dissesse nada ela subiu com a mão pelas minhas coxas e agarrou meu pau, logo então com a língua ela foi até o meu ... saco e lambeu as minhas bolas, passando pelo meu pau inteiro até chegar a cabeça e lá ela colocou a língua no meio da cabeça do meu pau e ali ela brincou com a língua. Ela me chupava com desejo, estava claro a todos que estavam ali. Começou a bater com o meu pau na cara dela enquanto chupava o meu saco, passando a língua nas duas bolas e enchendo a boca com ele. Meu pau estava duro e eu estava tão excitado que uma veia estava clara do começo até abaixo da cabeça e essa veia pulsava, latejando em sua mão ela o lambia e sentia aquela veia pulsar em sua língua. A cabeça estava em seus lábios, ela estava determinada a me fazer garganta profunda, então senti sua boca inteira e quando chegou na garganta senti a cabeça do meu pau ser levemente apertada pela garanta. Com meu pau inteiro dentro de sua boca seus lábios encostaram em minha virilha e seu lindo batom vermelho ficou marcado, como um beijo com tanta vontade quanto nunca dera em seu marido. Sentia meu saco esfregando em seu queixo. Olhei para baixo e seus olhos estavam esperando pelos meus, então olhei nos olhos dela, ela me olhava como um olhar tão inocente, como se estivéssemos brincando, aquele olhar deixava claro o quanto a vadia estava gostando da situação. Dois ao lado vieram e ela encheu a mão no pau de cada um, batia para cada um deles e ao mesmo tempo fazia meu ir e voltar até sua garganta. Abaixei minha mão e passei em seus peitos, senti seus mamilos duros (estava claro, ela estava excitada), aperei seus peitos com ...
«12»