1. QUANDO UM MENINO SE TORNA UM HOMEM. 15


    Encontro: 04/11/2018, Categorias: Amigos, Novinho, Amor / Romance, Clínica, Hospital, adolescente, jovem, Carinho, Amor / Romance, Garoto, amante, perdão, Traição / Corno, menino, Gays / Homossexual, Autor: RenatinhoDavidson, Fonte: CasadosContos

    Precisava resolver essa situação então olhei pra Léo e disse firme: -Calma cara. -Primeiro você não pode chegar assim aqui em mim já me acusando de te passar essa doença. Como você pode ter tanta certeza que fui eu que passei isso pra você? -Eu tenho certeza, só pode ter sido com você. -Eu sempre transei com você de camisinha Léo. -Mas você me chupou e eu te chupei, pode ter sido de sexo oral. -Verdade, como pode ter sido de sexo oral com seus outros namoradinhos que você teve depois de mim. -Eu sei que os carinhas que transei não tem essa doença. -Sabe! -Você fez teste de HIV neles? -Você é médico? -Ou descobriu que eles não tem doença por telepatia? -Ora me poupe Leandro, amanhã mesmo, eu vou fazer esse exame de HIV e ai você vai ter a certeza se tenho ou não. Antes do resultado, você se segura e para de acusar os outros sem ter prova. Além disso da mesma maneira que você ta me acusando de ter pego essa doença antes de transar com você, eu também posso dizer que peguei a doença de você. Quem me garante que você já não estava contaminado e me passou essa doença? Antes de mim você transou com outros e só agora descobriu que ta infectado, só que você não se infectou ontem. A quanto tempo que você já esta assim, com essa doença no corpo, hein! -Me fala Léo, você tá com ela a um mês, a um ano, diz ai! -Já que você sabe até quem te contaminou... -Eu não quero saber, se eu descobrir que estou com essa doença, por causa de você, eu te mato. -E se eu descobrir Leandro que estou ... com essa doença por causa de você sou eu que te mato. (Falei já puto socando a mesa e esbravejando). Léo se assustou e estancou pra trás, foi ai que vi, que consegui virar o jogo, não ia deixar um merdinha me ameaçar a toa. Léo começou um choro fraco que foi aumentando aos poucos dizendo: -Desculpa cara, eu to nervoso, é que eu nem sei o que vou fazer, meus pais não sabem ainda que to contaminado, eu to desesperado. Fiquei com pena dele nessa hora, me deu um nó na garganta e abracei ele falando: -Calma cara, fica calmo, isso ai não é o fim do mundo. Vamos agir com calma. Primeira coisa eu vou fazer o exame, pra saber. Segundo, para de ficar procurando um culpado, isso não vai tirar a doença de dentro de você. Terceiro, espera um pouco pra contar aos seus pais, primeiro você tem que digerir isso com calma, tem que se sentir mais seguro, agora você nem tem condição de falar nada nem com eles e nem com ninguém. Pensa com calma, o dia que você vai falar, a hora que você vai falar, o momento certo pra você conversar com eles, porque já não vai ser uma conversa boa, ai você chega em casa vomitando tudo de uma vez só em desespero, dizendo pai e mãe to com HIV e pronto... Não vai ser legal isso, nem pra você e nem pra eles. Tudo na vida tem que ser resolvido com calma. Não é metendo os pés pelas mãos que você vai ajudar seus pais intenderem seu problema e nem ajudar a você mesmo. Léo mais calmo parando de chorar, diz: -Tem razão, eu vou me acalmar... Fui saindo com ele e descendo as ...
«1234»