1. O Filho da Minha Amiga


    Encontro: 02/11/2018, Categorias: Teens, Autor: Ludmila Fonseca, Fonte: ContoEroticoComBr

    O Filho da Minha Amiga Meu nome é Ludmila , tenho 38 anos,sou morena, 1,75m de altura,58 kg, seios médios, até que ostento um corpo escultural pra idade e meu maior orgulho é meu bumbum(que modéstia a parte chama à atenção por onde passo), sou divorciada a 8 anos. Passei um longo período me dedicando apenas ao trabalho, fiquei anos sem sexo, apenas me dedicando a criar meu filho, mas agora com ele independente resolvi cuidar de mim mesma, viver um pouco. Depois de anos em jejum parece que toda minha sexualidade reprimida resolveu explodir dentro de mim, todas as taras e fetiches que antes só sonhava agora realizo, vou relatar aqui apenas uma por enquanto das minhas aventuras sexuais. Tenho uma amiga (vou chama-la Tania),que frequenta minha casa regularmente, ela tem um filho de 18 anos, Douglas, um mulatinho lindo, típico adolescente que vez ou outra vem com ela em suas visitas e passa o tempo jogando com meu filho, que é dois anos mais velho, enquanto conversamos. Por vezes flagrei Douglas me olhando de uma forma voluptuosa, em algumas ocasiões tive a sensação de que estava até flertando comigo, mas por motivos óbvios nunca dei importância a isso,afinal era filho de uma amiga com idade para ser meu filho, achava isso uma loucura. Meu filho normalmente passa os fins de semana com o pai e sempre fico sozinha então numa tarde de sexta-feira após meu filho sair deixou alguns jogos e disse que Douglas passaria para pegá-los. Eu então tive a idéia de fazer um jogo provocativo ... tomei um banho, coloquei um short curto e uma regata branca sem sutiã de modo que meus mamilos ficassem transparecendo. Propositadamente escondi os jogos no quarto do meu filho debaixo da sua cama e aguardei por Douglas. Quando Douglas chegou fingi surpresa e o convidei para entrar notei que ele me devorou com os olhos me fiz de desentendida quando disse que havia ido buscar os jogos e o chamei para ir até o quarto do meu filho para que ele me mostrasse qual seria. Disfarcei fingindo procurar pelo quarto depois disse que já sabia onde estava coloquei-me de quatro para pega-los onde havia escondido exibi o máximo possível minha bunda quando me levantei ele estava pálido e notei que tremia um pouco ao pegar os jogos de minha mão. Ousei perguntar se eu o deixava nervoso e para minha surpresa ele respondeu que nervoso não era bem a palavra, depois dessa resposta não resisti agarrei-o ali mesmo e dei-lhe um ardente beijo e ele correspondeu a altura. Nos beijamos por longos minutos, senti seu pau duro através da bermuda, eu me sentia um vulcão em erupção, toda aquela situação me excitou muito. Arranquei a camisa dele e comecei a beijar todo seu corpo jovem, ele suspirava e se arrepiava e isso me deixava ainda mais louca me ajoelhei diante dele e comecei a acariciar com a boca aquele volume enorme por sobre a bermuda depois abri o zíper e vi aquele pau gostoso soltar pra fora da cueca molhada, maior e mais grosso do que eu esperava. Comecei a beijá-lo e a passar a língua em volta da ...
«12»